Histórico

Antiguidade

Podemos dizer que a dieta da região Mediterrânea é milenar. Ela foi se compondo, durante séculos, de alimentos em grãos, como pães crostrosos (com muita casca), bolos adoçados com mel, arroz, sementes, lentilhas, feijões, peixes, frutos do mar, queijo de cabra, azeitonas, azeite, vegetais, frutas (especialmente uvas e figos) e vinho. Possivelmente, surgiu junto com as primeiras civilizações sumérias, assírias, babilônicas, egípcias e persas, na região que vai do vale do Nilo às duas grandes bacias dos rios Tigre e Eufrates. Posteriormente, sua história também está vinculada às civilizações cretenses e fenícias.

Gregos

A palavra “diatia”, da qual deriva o termo português “dieta”, é grega e significa “modo de viver”. Esse estilo de vida baseado em uma determinada maneira de praticar a agricultura e a pesca saiu das primeiras civilizações e foi aprimorado pelos povos da Grécia Antiga, os quais, por sua vez, criaram uma maneira particular de fazer e consumir a comida.

Vivencie

Guia

Atelier do Azeite

Atelier do Azeite
Guia

D'olivino Restaurante & Empório

D'olivino Restaurante & Empório
Guia

Oliva

Oliva

Para pensar

O consumo de glúten na dieta mediterrânea é um problema sério?

O glúten presente nas massas e nos pães certamente prejudicará a saúde das pessoas celíacas. Caso alguém com esse tipo de doença adote a dieta mediterrânea e consuma produtos com glút...

VEJA MAIS

Possibilidades

veja mais sobre o tema