Namu é

Conheça mais sobre o NAMU

Últimos Acessos

Saiba mais sobre

Clube do Bolinha

Sem os antigos preconceitos, o público masculino rende-se definitivamente aos benefícios dos tratamentos estéticos

Varja J.T / Flickr / CC BY-ND 2.0

A busca por um corpo perfeito e o fácil acesso aos métodos de tratamento têm despertado a atenção dos homens para o mercado de estética

Hidratantes, depilação, toxina botulínica, lipoaspiração, drenagem linfática e até mesmo próteses de silicone deixaram de ser recursos utilizados exclusivamente pelas mulheres e ganharam novos e exigentes adeptos: os homens, que há algum tempo têm aumentado as filas dos consultórios de cirurgiões plásticos e clínicas de estética para melhorar e rejuvenescer a aparência.

Os fatores que levaram o público masculino a buscar tratamentos, que costumavam fazer parte apenas do universo feminino, vão desde a naturalidade com que passaram a lidar com sua vaidade à cobrança de alguns setores do mercado de trabalho com a aparência.

Tal fenômeno ocorre em razão do apelo midiático e à quebra do tabu que ligava a vaidade masculina à homossexualidade. Os homens começaram a se preocupar mais com o visual por questões de autoestima e autoafirmação. Muitos até desejam ter os corpos sarados como os que estampam as capas de revistas e chamam a atenção na TV e no cinema.

Ser homem é fácil. Basta fazer a barba, cortar o cabelo e aparar as costeletas de vez em quando, certo? Errado. De acordo com uma pesquisa da Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (ABIHPEC), foram gastos 4,5 bilhões de reais em produtos de beleza masculina no ano de 20131.

Tratamentos contra calvície, irritação da barba, pele oleosa, shampoos e cremes especiais se tornaram itens essenciais na no dia a dia dos homens. Contudo, com o crescimento e a popularização das clínicas de estética e spas, eles perceberam também que é possível acelerar e potencializar seus resultados com o que há de mais moderno no segmento de beleza e bem-estar.

A aplicação da toxina botulínica, por exemplo, um dos principais recursos para amenizar o avanço das rugas, cresceu consideravelmente entre o público masculino nos últimos anos. Entretanto, é necessário ter prudência na hora de escolher o estabelecimento para a aplicação e ficar atento à procedência da substância utilizada. No Brasil, somente três marcas são liberadas: a americana Botox, a chinesa Prosigne e a europeia Dysport.

O desconforto de alguns homens com o excesso de pelos também foi um dos motivos a levá-los aos salões de beleza e às clínicas de estética. Novos métodos de depilação, menos dolorosos e mais eficazes, contribuíram para que eles aderissem de vez às sessões de depilação.

Ter um corpo modelado hoje em dia é um ideal para muitos rapazes que desejam melhorar sua autoestima. Os mais dispostos passam horas a fio na academia para esculpir seus músculos, mas há também os que não querem esperar os benefícios em médio prazo de uma rotina de dieta e malhação e optam pela rapidez das intervenções cirúrgicas. Segundo a Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica Estética (ISAPS), nos últimos dez anos, houve um aumento de 15% no número de procedimentos realizados no público em questão2.

Ainda de acordo com a ISAPS, em 2013, no Brasil, foram realizadas 185 mil cirurgias plásticas em homens. A lipoaspiração aparece em segundo lugar na lista dos procedimentos mais requisitados. O número de implantes de próteses de silicone nas mamas também aumentou entre eles2.

É importante ressaltar que, apesar de parecem simples e estarem cada vez mais acessíveis, esses procedimentos só devem ser executados por profissionais especializados, como cirurgiões plásticos, dermatologistas e esteticistas.


Veja também:
Cirurgia plástica não é corte de cabelo
Por que poucos homens praticam terapias vinculadas à dança?
Alzheimer avança duas vezes mais rápido em mulheres do que em homens

Referências

1. ABIHPEC. Mercado masculino em ascensão. 2014. Disponível em: <http://www.abihpec.org.br/2014/10/mercado-masculino-em-ascensao>. Acesso em: 09 jan. 2015.

2. PORTAL R7. Em busca de autoestima, homens brasileiros fazem mais cirurgias plásticas. 2013. Disponível em: <http://noticias.r7.com/saude/em-busca-de-autoestima-homens-brasileiros-fazem-mais-cirurgias-plasticas-03112014>. Acesso em: 09 jan. 2015.