Namu é

Conheça mais sobre o NAMU

Saiba mais sobre

Como cuidar melhor da sua pele

A limpeza facial equilibra o pH, controla o excesso de oleosidade, além de remover a sujeira provocada pela poluição

Gonzalo Díaz Fornaro / Flickr / CC BY-ND 2.0

As inovações tecnológicas em tratamentos faciais de cosméticos e equipamentos são capazes de fornecer resultados promissores de rejuvenescimento e tratamento das afecções da pele do rosto. A limpeza de pele é um procedimento básico importante para o cuidado facial, conferindo ao rosto um aspecto mais macio, viçoso e saudável.

Esse procedimento é indicado para remover a sujeira provocada pela poluição, equilibrar o pH (nível de acidez) e controlar o excesso de oleosidade da pele. O pH saudável da pele fica entre 4 e 6, ou seja, isso significa que a pele apresenta um pH ácido, fato que contribui para a proteção bactericida e fungicida na superfície. 

Limpeza profunda

O estilo de vida moderno tem papel fundamental na saúde da pele. Ingestão insuficiente de água, abuso de alimentos industrializados, estresse, tabagismo, uso exacerbado de medicamentos e suplementos, exposição demasiada à luz solar e fatores genéticos, são fatores que podem acelerar o envelhecimento e o surgimento de manchas, acne, cicatrizes, marcas de expressão, rugas e flacidez.

O procedimento de higienização da pele, que consiste na remoção das impurezas acumuladas na superfície e desobstrução de poros facilita a penetração de princípios ativos dos cosméticos e aumenta a oxigenação dos tecidos. É um ótimo recurso para prevenção da acne e preparo para tratamentos estéticos faciais mais profundos, como o peelling. Para a realização desse tratamento facial, é usado um protocolo de tratamento para registrar os produtos cosméticos que são aplicados associados e certificar que não há nenhum equipamento de eletroterapia.

Para obter um bom resultado do tratamento, o profissional esteticista propõe uma ordem de aplicação dos princípios ativos, contidos nos cosméticos, utilizados com base em uma avaliação individualizada do tipo de pele do cliente. Inicia-se com o uso de um demaquilante, seguido de um agente de limpeza (sabonete), esfoliante, loção tônica e um produto específico para o tratamento para finalizar.

É dever de todo profissional da estética saber escolher os cosméticos de acordo com a formulação, assim como entender a rotulagem de cada um1. A lista a seguir é útil para reconhecer se o profissional de estética segue um protocolo padrão no atendimento de limpeza de pele: 

  • Anamnese (avaliação) para definir o tipo de pele: oleosa, sensível, mista ou madura.
  • Higienização: loção de limpeza, esfoliante ou sabonete para cada tipo de pele.
  • Tonificação: a mais comum tem ação calmante, mas pode ser também adstringente ou clareadora.
  • Loção emoliente: cosmético que auxilia na etapa de extração dos cravos e amolecimento de comedões.
  • Vapor de ozônio ou máscara térmica: recurso que promove dilatação dos poros.
  • Extração com cureta: remoção de cravos e comedões com ferramenta específica.
  • Aparelho de alta frequência: ajuda na cicatrização e higienização pós-extração dos cravos.
  • Máscara calmante e revitalizante: recupera a pele que foi trabalhada em todas as etapas anteriores. Finalização com massagem facial e hidratante com filtro solar.

O resultado imediato do tratamento é uma pele homogênea com textura mais fina e macia. A limpeza é o primeiro passo para a manutenção e restabelecimento da beleza, luminosidade e maciez da pele. Para o cuidado diário em casa, é recomendado manter uma rotina de limpeza, tonificação e hidratação com produtos adequados e indicados por um esteticista de confiança. O uso de filtro solar também é um grande aliado para o rejuvenescimento facial. 

Foto: Thinkstockphotos

Referências

1. Gomes, Rosaline Kelly. Cosmetologia: descomplicando princípios ativos. 2a ed. São Paulo: LMP, 2006.

2. Perioto, Deise Kella. Cosmetologia aplicada: princípios básicos. 2008.