Namu é

Conheça mais sobre o NAMU

Últimos Acessos

Saiba mais sobre

O perigo dos cosméticos convencionais

Os selos de certificação orgânica são a garantia de que um produto atende a preceitos éticos e ambientais

woman applying mascara in a mirror / franchise opportunities /CC BY-SA 2.0

Cosméticos convencionais podem conter substâncias nocivas, como o tolueno presente nos esmaltes

O cuidado com a saúde e o bem-estar do corpo é muitas vezes associado com uma alimentação balanceada e a prática de exercícios físicos. Essa preocupação deveria ser a mesma quanto aos produtos de higiene e beleza que consumimos diariamente.

Muitos cosméticos e artigos de higiene pessoal, como maquiagens, esmaltes, tinturas para cabelos, shampoos, hidratantes, perfumes, desodorantes, entre outros podem ser prejudiciais à saúde em longo prazo, principalmente os que têm contato direto com a pele. Por ser bastante permeável e o maior órgão do corpo humano, ela absorve rapidamente certas substâncias e as direciona para a corrente sanguínea, principalmente em crianças e idosos.

Grande parte dos compostos utilizados como matéria-prima ainda não foram totalmente avaliadas quanto aos riscos que trazem à saúde e ao meio ambiente. O que poucos sabem é que já existem no mercado produtos completamente livres desses elementos prejudiciais.

Cosméticos orgânicos certificados

Essas modalidades são totalmente naturais, não contêm componentes derivados de petróleo (silicones e óleo mineral), conservantes (parabenos) ou produtos geneticamente modificados (PGM). Por terem origem natural e seguirem protocolos rígidos para o plantio, suas matérias-primas são obrigatoriamente livres de agrotóxicos ou pesticidas. As substâncias contidas nas versões convencionais podem causar alergias, coceiras e causar doenças graves em médio e longo prazo, além de contribuírem para a degradação do meio ambiente.

Para que o cosmético seja classificado como orgânico, é obrigatório que ele tenha uma concentração mínima de ingredientes naturais e orgânicos certificados em sua composição. O fato de possuírem essas propriedades na formulação contribui para uma absorção mais rápida e terapêutica dos compostos.

Já existem no Brasil muitas marcas de cosméticos naturais que recebem os chamados selos vegan e cruelty free, ou seja, não possuem insumos de origem animal, nem são testados em animais. Como não existe ainda uma regulamentação para cosméticos orgânicos no Brasil, entidades certificadoras nacionais (IBD, AAO, Fundação Mokiti Okada) e internacionais (Ifoam, Ecocert, FSA) analisam as matérias-primas e os processos de fabricação dos produtos para garantir que os fabricantes atendam às melhores práticas e requerimentos técnicos de produção orgânica.

Para receberem os selos de produtos orgânicos, as empresas são submetidas a auditorias que analisam a origem e manejo das matérias-primas, os processos de produção, a embalagem e o rótulo do produto.Para ter certeza de que um cosmético é realmente orgânico ou cruelty free, recomenda-se procurar pelo selo de certificação no rótulo, que é a garantia de o produto é de qualidade, benéfico à saúde e não agride o meio ambiente.

Foto: Shutterstock


Veja também:
Cuidados com os cosméticos
Você sabe quais são os riscos dos parabenos nos cosméticos?
Substâncias tóxicas utilizadas pela indústria de cosméticos