Namu é

Conheça mais sobre o NAMU

Últimos Acessos

Saiba mais sobre

Pedras quentes contra o estresse

Método ajuda combater a ansiedade e enfrentar a correria do dia a dia

Body-n-Care / Pixabay / CC0 Creative Commons

As exigências impostas às pessoas pelas mudanças da vida moderna e a necessidade de ajustar-se a tais mudanças acabaram colocando a maior parte da população em uma constante situação de estresse, ansiedade, angústia e desequilíbrio. Esses sintomas surgem como uma consequência direta de nossos esforços de adaptação às circunstâncias da vida.

No entanto, o estresse nem sempre é um fator de desgaste emocional e físico, mas sim um mecanismo natural de defesa do organismo2. De acordo com Zuardi5, o estresse pode ser definido como um estado antecipado ou real de ameaça ao equilíbrio do organismo e a reação desse organismo, visando restabelecer o equilíbrio através de um conjunto de respostas fisiológicas e comportamentais do indivíduo. O corpo responde sensorialmente a essa percepção de ameaça, ativando uma cadeia de reações que têm como objetivo minimizar os danos  ao organismo.

De certa forma, o estresse adapta e prepara o organismo para enfrentar tal ameaça. O objetivo dessa resposta ao processo é induzir uma rápida mobilização de energia do organismo aos locais apropriados3. Nesse sentido, o aumento da frequência cardíaca, da pressão arterial, da frequência respiratória e a mobilização de substâncias pelo corpo contribuem para a disponibilização de energia e consequentemente ao equilíbrio da homeostase fisiológica do corpo fisiológico5, seguido pela mental e emocional.

Ajuda da terra

Quando a resposta ao estresse é constante e em sua maioria aguda, a massagem com pedras quentes através da sua atuação termoterápica  (quente e frio) no maior órgão do corpo humano, que é a pele, atua sobre os músculos, tendões, ligamentos e órgãos internos, auxiliando no relaxamento e melhora no estado geral do indivíduo.

Essa prática permite  a adaptação de acordo com a necessidade de quem a recebe4, as pedras utilizadas  liberam um calor relaxante ou o frio estimulante, despertando a energia vital interior do indivíduo, fisiológica e energeticamente.

Geralmente, uma sessão terapêutica com pedras quentes se inicia através de uma anamnese a respeito do histórico do paciente, para adequar a massagem àqueles que a buscam. Em seguida, o paciente é deitado na maca em decúbito dorsal e é feita a oleação com óleo vegetal da preferência do terapeuta, que pode contar com o auxílio da aromaterapia para prolongar os efeitos da prática.

Começam então os movimentos da massagem, sempre controlando a temperatura das pedras de acordo com a sensibilidade do paciente. Depois de realizada a massagem nos membros inferiores, abdome e membros superiores, é o momento de o paciente virar em decúbito ventral. Nessa posição os mesmos movimentos são realizados, porém, ao chegar à região das costas, as pedras ficam depositadas ao redor da coluna e musculatura das costas do paciente para promover maior relaxamento.

Deve-se lembrar que o depósito das pedras sobre o corpo do paciente não necessariamente deverá ocorrer  na região das costas, mas onde o mesmo relatar maior desconforto, tensão e consequentemente maior desequilíbrio.

Esse estímulo do sistema vascular, juntamente com o circulatório, auxilia o organismo a fornecer uma resposta mais rápida e direta ao processo sintomatológico do estresse, ou seja, o aumento da circulação sanguínea no local da aplicação das pedras favorece o relaxamento muscular, seguido da diminuição de algumas atividades do sistema nervoso central, promovendo simultaneamente relaxamento corporal e mental.

Equilíbrio integrativo

A ação das pedras utilizadas nessa massagem, juntamente com a habilidade do terapeuta, reorganiza a conexão do corpo-mente1, gerando assim uma resposta positiva no equilíbrio geral do organismo e seu padrão energético.

É preciso lembrar que, como qualquer outra massagem, a utilização das pedras quentes ou frias possui indicações e contraindicações. Normalmente esse tipo de massagem é recomendado para casos de4: torções; tensão crônica; inflamação aguda; dor de cabeça; prisão de ventre; auxílio à perda de peso; redução do estresse físico emocional e mental; diminuição nos estados depressivos e auxílio em casos de insônia.

É contraindicada em casos de gravidez, problemas de pele, pessoas que apresentam qualquer tipo de doença cardíaca e problemas de saúde mais graves que impedem o interagente de realizar qualquer tipo de massagem convencional4.

Hoje em dia há lojas que comercializam pedras. Já existem pedras polidas próprias para a prática, como também pedras porosas de rio e vulcânicas que são utilizadas para a massagem.

A escolha das pedras varia de terapeuta para terapeuta, e envolve a adaptação anatômica das mãos para se ter mais segurança durante a massagem.

Recomenda-se a compra das pedras em lojas especializadas, pois nem todas as pedras liberam calor de forma apropriada,  dessa forma, garante-se a segurança da pessoa massageada. 

Foto: Medioimages / Photodisc / Thinkstockphotos; Hotel Costa Calero - Talaso & Spa / Flickr: TALASO&SPA: MASAJE PIEDRAS CALIENTES/HOT STONE MASSAGE / CC0 1.0


Veja também:
Pedras quentes, mas não tanto
Conheça a técnica de massagem Kusum Modak
Françoise Otondo: transformação pela massagem

Referências

1. Devecchi, Carlos Alberto.  Massagem com pedras quentes. Associação Paulista de Naturologia. Disponível em: <http://www.apanat.org.br/site/massagem-com-pedras-quentes/ . Acesso em: 27 nov. 2013.
2. Favassa; Armiliato; Klinini. Aspectos fisiológicos e psicológicos do estresse. Disponível em: <www.nead.uncnet.br/revista/psicologia>. 
3. Guyton & Hall. Tratado de fisiologia médica. Rio de Janeiro: Elsevier, 2006.
4. Szerman, Ala. Terapia das pedras quentes. Apostila. São Paulo: Instituto Idepes, 2001.
5. Zuardi, Antonio Waldo. Fisiologia do estresse e sua influência na saúde. Disponível em: <http://rnp.fmrp.usp.br/~psicmed/doc/Fisiologia%20do%20estresse.pdf>