NAMU

Namu é

Conheça mais sobre o NAMU

Saiba mais sobre

Sabor e beleza em seu jardim

Conheça as plantas ornamentais que também podem ser utilizadas como temperos

tookapic / Pixabay / CC0 Creative Commons

O tomilho (Thymus vulgaris) é saboroso, versátil e pode ser plantado em pequenos vasos

O que é melhor para ter em casa? Um cantinho com plantas ornamentais ou um espaço com ervas aromáticas para utilizar como tempero?

Poucas pessoas sabem que é possível aliar essas duas funções ao elaborar um local de plantio. Existem muitas variedades que podem ser empregadas em arranjos ornamentais e na culinária. A lista a seguir mostra as mais comuns:

Amor-perfeito (Viola x wittrockiana): é uma herbácea de pequeno porte que atinge até 30 cm de altura que pode ser cultivada a meia sombra. Fica muito bonita quando plantada em grupos em jardineiras. Suas flores possuem ampla variedade de tons, são comestíveis e podem ser utilizadas para ornamentar saladas.

Capuchinha ou chagas (Tropaeolum majus): espécie rasteira de porte alto que chega até 40 cm de altura. Deve-se cultivar em vasos de boca larga com profundidade maior que 25 cm. As flores e sementes podem ser empregadas para incrementar saladas assim como as folhas, que são ideais para elaborar charutinhos.

Morango silvestre (Fragaria vesca): variedade muito usada para ornamentação de pratos. Pode ser plantada em hortas verticais dentro de garrafas PETs ou jardineiras de PVC. Por ser rasteira, fica pendente para fora do recipiente de plantio. Seus frutos são deliciosos e se desenvolvem rapidamente, mas são menores que os tradicionais.

Violeta perfumada ou violeta cheirosa (Viola odorata): é uma planta rasteira que forma uma bonita cobertura de vasos e jardineiras. Pode ser plantada sozinha ou em associação com outra espécie de porte maior, como o alecrim. Pode ser cultivada sob sol pleno ou a meia sombra. Sua beleza ornamental é realçada quando plantada em jardineiras ou vasos de boca larga para se espalharem melhor. Suas flores vão do roxo claro ao escuro e podem ser consumidas em saladas ou na ornamentação de pratos.

Beleza e sabor

Algumas plantas consideradas como temperos também podem embelezar cantinhos ensolarados de casas ou apartamentos. As opções a seguir necessitam de, no mínimo, 4 a 5 horas de sol direto diário:

Alecrim rasteiro (Rosmarinus officinalis var. prostratus): conforme cresce, essa variedade se torna pendente com o seu desenvolvimento. Fica elegante em vasos altos ou hortas verticais. Suas folhas têm as mesmas utilidades culinárias que o alecrim encontrado comercialmente como tempero.

Cebolete ou cebolinha-francesa (Allium schoenoprasum): tipo de cebolinha mais fina que apresenta flores de cor rosa e roxa. É indicada para vasos de chão ou jardineiras. Necessita de solo bem drenado e levemente úmido. Na culinária, suas folhas são utilizadas da mesma forma que a cebolinha comum.

Manjericão italiano roxo (Ocimum basilicum var. purpurascens): sua folhagem fica vistosa quando plantado em grande número em vasos quadrados, cestos de vime ou jardineiras. Em razão de seu porte alto, não é adequado para hortas verticais. Torna-se pouco aromático quando cultivado em locais com meia sombra. Suas folhas podem ser utilizadas como tempero de molhos, para finalização e ornamentação de pratos.

Salsa-crespa (Petroselinum crispum): diferentemente da salsa lisa (Petroselinum sativum), essa variedade é bastante indicada para finalidades ornamentais. Para que possa se espalhar adequadamente, é recomendável que seja plantada em jardineiras ou vasos de boca larga. Precisa de solo solto e bem drenado. Suas folhas são comestíveis e podem ser utilizadas da mesma maneira que a variedade mais comum. Por serem mais rígidas, é comum empregá-las na ornamentação de pratos quentes e saladas.

Tomilho-limão (Thymus x citriodorus): pode ser plantada em hortas verticais ou em grandes vasos. É pouco exigente quanto aos cuidados de adubação e rega. Sua leve tolerância ao vento o faz uma boa opção para varandas de apartamentos. Suas folhas possuem aroma e sabor semelhante ao do limão e podem ser utilizadas na elaboração de doces, saladas de frutas e molhos.

Dicas importantes

Para deixar o cantinho de ervas com um aspecto ornamental, é recomendável plantar um número maior de mudas dentro de cada vaso ou jardineira. Uma dica para calcular corretamente é considerar o tamanho da copa (parte aérea) da planta adulta e plantar as mudas ou sementes nessas distâncias. Somente consuma uma planta se você tiver certeza de seu tipo e se ela é realmente comestível. Todas as plantas apresentam algum grau de toxicidade, mas as comestíveis apresentam níveis muito baixos. Em razão da grande variedade de nomes populares de uma mesma espécie, é sempre recomendável certificar-se pelo nome científico. Verifique também a parte da planta que é considerada comestível, pois nem todas podem ser ingeridas.