Namu é

Conheça mais sobre o NAMU

Saiba mais sobre

Yoga e ayurveda: sem dor nas costas

A alimentação e outros hábitos equilibrados são considerados remédios pelo antigo sistema de cura indiana

Joellepearson / Wikimedia Commons: Kailash Integral Yoga / CC BY-SA 4.0

De acordo com os preceitos da ayruveda, antiga medicina indiana ligada à yoga, a saúde é a harmonia entre o corpo, a mente, os sentidos e a essência. É interessante que o corpo seja apenas um de quatro fatores mencionados para um indivíduo saudável. Isso tem relação com o conceito ayurvédico de que todas as doenças se manifestam primeiro na mente e depois, se as condições adequadas se apresentam, prosseguem para o corpo físico.

Isso não significa que precisamos pensar num resfriado para pegar um. As predisposições ou marcas mentais derivadas de hábitos e ações feitas nesta e em outra vida podem resultar doenças. Imagine uma semente. Nela existe o potencial para fazer brotar uma imensa árvore, mas se usarmos a técnica japonesa de bonsai para controlar seu tamanho ela poderá se tornar um arbusto. De modo análogo, somos propensos a adquirir males que podem nos afetar e permitir que isso ocorra depende inteiramente de nós.

Prevenir ainda é o melhor remédio

O ayurveda trabalha principalmente com a prevenção e por isso muita ênfase é dada à alimentação – que é algo que dificilmente deixaremos de fazer todo dia, pelo menos três vezes, enquanto vivermos. Então, o alimento nosso de cada dia se torna nosso remédio. O mesmo pode ser dito da prática de yoga, ela funciona purificando corpo e mente através de exercícios (posturas), respiração (pranayama) e meditação.

Infelizmente, há casos em que a maré é forte demais e não é possível nadar contra ela. Aí, pronto: o corpo pode deixar de funcionar como deveria e alguns sintomas desagradáveis se manifestam.

Embora possamos discutir muitos benefícios dessas práticas milenares para vários tipos de condições, podemos nos ater a dois dos maiores males do mundo moderno: a dor nas costas sem causa específica e o estresse.

Tratamento natural para dores nas costas

Um estudo feito pelo Yoga Health Foundation concluiu que a yoga pode ser muito eficiente para o tratamento de dores nas costas. Nessa pesquisa, um grupo de controle deu prioridade a exercícios de yoga enquanto outro privilegiou exercícios comuns e um manual com dicas de cuidado diário. O primeiro grupo demonstrou grande melhora qualitativa e quantitativa durante 14 semanas.

Isso acontece em razão de a coluna ser a linha guia que orienta todas as posições de yoga. A coluna é responsável pelo tônus do corpo e sem ela não poderíamos correr, sentar, andar ou ficar em pé. Ela abriga um complexo de nervos vital que coordena as funções de transmissão de impulsos nervosos do cérebro para os membros.

Se a dor sentida por uma pessoa não tem causa específica, ou seja, não é sintoma de uma hérnia, pinçamento de nervo ou nada clinicamente diagnosticado, a yoga pode ajudar. Com prática contínua, é possível diminuir alguns tipos de desconforto, como os da região lombar.

Ajuda ancestral contra o estresse

De acordo com a Biblioteca Virtual em Saúde do Ministério da Saúde, estresse é “reação natural do organismo que ocorre quando vivenciamos situações de perigo ou ameaça. Esse mecanismo nos coloca em estado de alerta ou alarme, provocando alterações físicas e emocionais.

Um fator relevante do estresse é a percepção que o indivíduo tem sobre o fator estressante a sensação que ele causa. Essa consequência pode ser diminuída pela yoga de diversas formas.

Com exercícios conscientes, é possível obter alívio por meio do esforço controlado das posturas (asanas) como a melhora do sistema imunológico na resposta a inflamações, segundo pesquisa do Instituto Semel para Neurociência e Comportamento Humano da Universidade de Los Angeles (UCLA). Além de resolver problemas físicos, o silêncio e a concentração da prática da yoga podem fornecer ao indivíduo um intenso relaxamento mental.

A respiração exerce papel fundamental no tratamento, pois ajuda a atrair o praticante para o momento presente. Estar no presente é encontrar o centro que aumentará sua resistência contra o estresse diário.

Foto:Thinkstockphotos