Aula de dança contemporânea

A modalidade explora a plasticidade do corpo com movimentos espontâneos e sem roteiro definido

De acordo com o bailarino e professor João Pirahy, a prática contribui para o desenvolvimento da consciência corporal e coordenação motora. Ele ensina algumas técnicas da dança contemporânea e sugere três exercícios como experimento. “Estas ferramentas vão permitir que o seu corpo se apodere mais da dança e os movimentos fluam melhor e mais naturais”, explica. Exercício 1 Eleja 2 partes do corpo. Comece a movimentar (essas partes), lentamente. Pense na parte do corpo que está movimentando. Preencha o espaço e comece a desenhar (nesse espaço), por exemplo, com os braços. Movimento lentos e mais rápidos. Controle e desenhe o movimento no espaço. Descontrole e controle. Faça movimentos mais fluidos; preencha todo o espaço e deixe fluir, pesar e pause. E continue. Outros níveis (para trabalhar os braços ou a parte escolhida): nível alto, médio e baixo explorando o espaço. Solte o peso da cabeça, mais lento, lento e finalize. Exercício 2 Imaginamos uma bolinha de tênis percorrendo por todo o seu corpo. Aonde esta bolinha tocar, eu vou olhar, ela percorre o corpo e eu tenho a possibilidade de dominá-la. Você também pode fazer com duas bolinhas, será um grau de dificuldade maior. Exercício 3 Dançar o seu nome: encontre o movimento e dance, enquanto desenha o seu nome no ar. Foto: VIVA Dança Festival Internacional / Flickr / CC BY 2.0

Créditos