O que é

Em um primeiro momento a estética esteve vinculada à filosofia. Era o basicamente o estudo da beleza e do bom gosto. Seus textos estavam intimamente relacionados aos conceitos e formas para avaliar e interpretar obras de arte.

Em um segundo momento, o termo “estética” ganhou um novo sentido e passou a fazer parte de uma área dos cuidados com o corpo e da busca de um ideal de beleza, o qual em grande medida é produto da indústrias de cosméticos e de moda.

Atualmente, o Brasil é o segundo mercado de higiene e beleza do planeta, atrás apenas dos Estados Unidos. Esse crescimento, fruto do aumento do poder aquisitivo e do tamanho da classe média brasileira, está produzindo mudanças comportamentais profundas no país.

Anteriormente, o belo era algo surgido fundamentalmente do marketing, da publicidade e da grande mídia. Agora, com um novo e maior público, a estética se tornou fruto do que essa gigantesca parcela da população busca. Ela acaba respondendo, e não apenas impondo, às vontades de uma ampla e diversa gama de consumidores nacionais.

Porém, preocupar-se com a beleza não é apenas uma resposta à nossa autoestima. A aprovação ou reprovação da imagem que fazemos de nós mesmos resulta de um exercício constante de satisfação ou insatisfação. Estar feliz com nossa aparência, saber aceitar nossos traços e peculiaridades, pode ser a solução para uma estética menos agressiva e mais equilibrada.

Vivencie

Palestras e Entrevistas

Os avanços na toxicologia do século 21

Os avanços na toxicologia do século 21
Guia

Joia Raiz

Joia Raiz
Palestras e Entrevistas

Manifesto Crespo e a defesa da beleza natural

Manifesto Crespo e a defesa da beleza natural

Possibilidades

Corpo

veja mais sobre o tema