Atualidade

Um novo valor para a ciência: A partir de Kant as ciências deixaram de operar pela simples observação, e passaram a se perguntar o porquê dos fenômenos aparecerem tal como eles se apresentam.

Uma nova perspectiva sobre a moral: A ideia de virtude ganhou uma autonomia face à exigência religiosa. Kant inaugura uma era em que a vontade humana passa a ser vista como uma questão de moral pública, visando o bem-estar comum, e não mais como uma questão puramente religiosa, dependente dos atos de fé.

Teoria crítica: A chamada “Escola de Frankfurt” trouxe Kant para o debate do século 20, perdurando até o dia de hoje com a perspectiva da “teoria crítica”. Isto é, o criticismo kantiano é tomado como “método”, buscando superar a distância entre o sujeito empírico e o sujeito transcendental, e pensar o devir moral da humanidade na sua relação com a razão instrumental.

Os direitos humanos: Está baseada na ideia de direito do homem como plataforma que o protege da colonização tecnocrática do capitalismo e da opressão cultural. Está muito influenciada por este valor a priori do imperativo categórico, visando o desenvolvimento pleno do Estado e, consequentemente, das capacidades humanas.

Para pensar

A distinção precisa entre filosofia e teologia é um conceito chave no pensamento kantiano. É possível encontrar elementos supostamente teológicos que atuariam como fundamento de seu criticismo?

Um problema apontado na filosofia kantiana é o fundamento da reflexão humana. Uma ressalva importante que se faz é a de que Kant não teria se esquivado totalmente da crítica humana, como pretendera....

VEJA MAIS

Possibilidades

Filosofia da Educação

veja mais sobre o tema