Criação

A filosofia kantiana pode ser compreendida como uma sistemática da filosofia crítica. Procura solucionar os problemas do dogmatismo racional e do empirismo através do idealismo transcendental. Importa a Kant explicar como são possíveis os juízos sintéticos a priori.

A produção filosófica de Kant pode ser dividida em duas fases: 1) o momento pré-crítico, entre 1740 e 1780 – em que leciona, publica algumas pequenas obras e faz um estudo detido dos autores que o influenciaram; 2) o período da publicação das três críticas e dos demais textos que complementam este projeto, entre 1780 e 1800. Nesse momento, Kant fundamenta a noção de uma consciência transcendental, a arquitetura da razão e o problema da liberdade humana.

O racionalismo kantiano obedece uma estruturação rígida. Assim, a Crítica da Razão Pura (1781) é dividida em duas grandes partes: a Estética Transcendental, que procura dar conta do problema da percepção humana, e a Analítica Transcendental, mais extensa e dividida em muitas ramificações, para formular as noções kantianas sobre as operações racionais. A Crítica da Razão Prática (1788) é a segunda parte desse projeto, visando o problema da ética e da moral, ou sobre como a ideia de liberdade se relaciona com a ideia de dever e de direito. Por fim, a Crítica do Juízo (1790) lida com os problemas abertos, como o problema da experiência estética e da finalidade do mundo e do homem, amarrando o problema da liberdade, questão que permeia toda a produção do pensamento kantiano. Por fim, Kant publicou uma série de textos importantes sobre a história, a religião, a política e a antropologia, mostrando as outras faces de seu projeto crítico.

Para pensar

A distinção precisa entre filosofia e teologia é um conceito chave no pensamento kantiano. É possível encontrar elementos supostamente teológicos que atuariam como fundamento de seu criticismo?

Um problema apontado na filosofia kantiana é o fundamento da reflexão humana. Uma ressalva importante que se faz é a de que Kant não teria se esquivado totalmente da crítica humana, como pretendera....

VEJA MAIS

Possibilidades

Filosofia da Educação

veja mais sobre o tema