Namu é

Conheça mais sobre o NAMU

Saiba mais sobre

Seitai-ho mostra como treinar a atenção

Através da atenção e a concentração, a técnica procura a harmonia entre o corpo e a natureza

Taina Azeredo

Seitai-ho busca a harmonia pela integração entre corpo e mente, concentração e relaxamento

O que é estar atento? É estar presente? É estar concentrado? Como você se sente quando está totalmente aqui e agora? Sente seu peso e sua respiração? Sente-se conectado? Ou você se sente livre? Livre das histórias pessoais, livre de erros do passado, do medo ou da cobrança? Quando você está atento, você se sente mais você. Mas quantas vezes por dia você está verdadeiramente atento?  

O seitai-ho é uma das técnicas que desenvolve a atenção e a concentração através de atividades com o corpo e com a percepção interna. "No seitai-ho, cada um sente o próprio corpo, ouve as palavras que ressoam nele”, explica o professor Toshi Tanaka.

”Através desta escuta, cria-se a vida. Recupera-se a força, a sensibilidade e a intuição que foram paralisadas ou que estão adormecidas. Livra-se da dependência de alguém ou de alguma coisa e a gente pode tentar viver com a força total. Cada um pergunta a si mesmo como é viver bem. Seitai-ho é uma busca de como viver a ordem natural e a espontaneidade de cada corpo", sintetiza Tanaka.

Ele desembarcou no Brasil em 1994 e desde então ensina seitai-ho e do-ho, o estudo da linguagem do corpo na cultura japonesa. Em 2000, mudou-se para o Embu das Artes (SP). É lá, na Casa do Vento, que ele coordena e realiza todas as atividades – além dos cursos regulares e intensivos de seitai-ho, tem do-ho com pincel (arte da caligrafia a partir de do-ho), mutirões e pesquisa em arte que resulta em performances.

O do-ho, organizado por Hiroyuki Noguchi, é uma das técnicas dentro do seitai-ho que pesquisa os princípios de “kata” (forma) na cultura japonesa. Por exemplo, diferentes maneiras de sentar, andar, deitar, tocar, ver, falar. Ao fazer esses movimentos conectados com a coluna lombar, podemos realizar o movimento com força total e naturalmente o kata acontece.

Do-ho, a arte caligráfica do Japão
Seitai-ho inclui a caligrafia japonesa a partir do do-ho (movimentos para conscientizar o corpo)

Resgatar força e equilíbrio

Para a performer e poetisa Ciça Ohno, esposa de Toshi Tanaka, "no seitai-ho voltamos nossa atenção para o próprio corpo e sua relação com o meio ambiente. Por exemplo, como entrar em contato com o corpo através da respiração, como tocar a si mesmo e uma outra pessoa, como pegar um objeto, como perceber o que acontece dentro do corpo, como realizar o movimento conectado com o centro do corpo, como sentir cada vértebra da coluna e manter a flexibilidade, como resgatar a força e o equilíbrio natural de cada corpo”.


Movimento e concentração praticados no sei-tai ho proporcionam uma percepção diferente

Segundo Ohno, durante as práticas trabalha-se o corpo de uma maneira sensível. “Sempre é possível vivenciar alguma transformação, terminar a aula com uma sensação de bem-estar, relaxado ou bem concentrado. Seitai-ho é um conjunto de técnicas que possibilitam que você olhe e trabalhe seu corpo de várias maneiras, de vários ângulos, em busca de equilíbrio”, diz ela.

“Na verdade, o trabalho de cada um é ficar em pé sobre as próprias pernas, viver intensamente cada momento e, passo a passo, construir o caminho para onde nossos sonhos apontam", conclui ela.

Foto 1: Toshi Tanaka
Foto 2: Carla Anglio Martius