Namu é

Conheça mais sobre o NAMU

Saiba mais sobre

Vitaminas são aliadas da proteção solar

Cosméticos com as propriedades de alimentos podem combater o envelhecimento da pele causado pelo sol

stokpic / Pixabay / CC0 Creative Commons

Recomenda-se o uso de hidratantes a base de óleo para hidratar a pele no inverno

A nutrição pode ter uma ação relevante na prevenção do envelhecimento e o tratamento da pele depois de danos causados pelo sol. O uso de algumas vitaminas retiradas de alimentos em cosméticos pode trazer efeitos positivos para a pele, segundo um estudo divulgado da Escola de Medicina David Geffen, da Universidade da Califórnia (EUA).

As propriedades antioxidantes das vitaminas podem prevenir e tratar o envelhecimento precoce causado pela exposição aos raios ultravioleta (UV) ao longo dos anos, segundo a pesquisa. Priorizar fontes naturais, uma das características do movimento “slow beauty”, pode se tornar uma das bandeiras também da indústria de cosméticos a partir das novas descobertas científicas. O movimento “slow beauty” é caracterizado por defender a redução do consumo de cosméticos industrializados e o uso de produtos feitos com matérias-primas naturais.

Veja quais vitaminas testadas pela Universidade da Califórnia utilizadas em cosméticos que podem tratar e prevenir os danos causados pelo sol:

Vitamina A

Características: a vitamina A é composta por um grupo de substâncias lipossolúveis chamadas retinoides. Os testes realizados pela dermatologista da Jenny Kim utilizaram duas delas: retinol e carotenoides.

Onde encontrar: o retinol pode ser encontrado em sua forma biologicamente mais ativa em alimentos como ovos, leite e fígado. Já os carotenoides podem ser encontrados nos vegetais e frutas como acerola, melão de polpa amarela, caju, buriti, abóbora, cenoura, pêssego, cajá, laranja, nectarina, mamão, goiaba, pitanga, manga, damasco, pimentão amarelo e melancia.

Como pode ajudar: o estudo afirma que os carotenoides podem agir com mais eficácia na proteção solar, prevenindo a quebra do colágeno induzida pela incidência de raios UV. A pesquisa ressalta que ainda estão sendo realizados testes para comprovar essa propriedade. O retinol pode ter uma ação importante sobre a pele já envelhecida, tratando rugas e manchas escuras causadas pela exposição ao sol.

Alguns cuidados: de acordo com os pesquisadores, não é possível afirmar que todos os retinoides tenham a mesma eficiência no combate ao fotoenvelhecimento. Apesar de o retinol se destacar nas pesquisas como efetivo no tratamento da pele, especialistas recomendam uma consulta ao dermatologista antes de utilizar algum creme à base de retinoides, para prevenir efeitos colaterais que podem surgir a partir do uso de outros produtos.

Vitamina C

Características: conhecida também como ácido ascórbico, a vitamina C é hidrossolúvel e age no corpo como antioxidante, protegendo as células dos danos causados por radicais livres.

Onde encontrar: em frutas e vegetais como acerola, graviola, caju, pimentão, laranja, mexerica, goiaba, abacaxi, mamão, morango, tomate, salsinha, limão, kiwi, brócolis e pitanga.

Como pode ajudar: a vitamina C atua na produção de colágeno e elastina, proteínas que dão à pele o aspecto firme e elástico. Por ser antioxidante, ela pode reverter os efeitos dos raios UV na pele, mas ainda são necessários estudos para confirmar esse poder de ação da vitamina C, dizem os pesquisadores.

Alguns cuidados: como a vitamina C é instável, pode perder suas propriedades rapidamente, a maioria dos cosméticos pode modificar quimicamente o ácido ascórbico, diz o estudo. Por isso, afirmam os especialistas, nem todo produto cosmético pode ser efetivo no combate ao envelhecimento da pele.

Vitamina E

Características: também conhecida como topoferol, a vitamina E é lipossolúvel e tem a propriedade antioxidante similar à vitamina C.

Onde encontrar: a vitamina E está presente nos óleos vegetais (girassol, soja, milho, germe de trigo) e também em nozes, amêndoas, semente de girassol e vegetais escuros (brócolis e espinafre).

Como pode ajudar: a função da vitamina E no combate ao envelhecimento da pele pode ser mais ativa antes da exposição do sol, protegendo a pele dos raios UV. Há uma queda significativa de vitamina E na pele após a incidência do sol, dizem os pesquisadores, efeito que pode ser retardado com o auxílio da vitamina C, segundo o estudo.

Alguns cuidados: o excesso de vitamina E ingerida em medicações orais pode ser prejudicial ao corpo, afirma Jenny Kim no site da Academia Americana de Dermatologia (AAD), que cita estudos relacionando-o a um tipo de câncer, carcinoma nas células basais.

Vitamina B3

Características: o complexo B é composto por oito tipos diferentes de vitaminas hidrossolúveis que agem no metabolismo das células em nosso corpo.

Onde encontrar: a vitamina B3 está em alimentos como ovos, beterraba, amendoim e peixe.

Como pode ajudar: já associada a propriedades benéficas ao coração, como redução do colesterol e aterosclerose, segundo o estudo norte-americano a vitamina B3 pode aumentar a produção de colágeno in vitro, mas não necessariamente após a aplicação tópica da vitamina. A redução das manchas escuras decorrentes do fotoenvelhecimento pode ser um dos resultados possíveis da aplicação de vitamina B3.

Alguns cuidados: Jenny Kim afirma que é necessário ainda pesquisar a ação tópica da aplicação de vitamina B3 com o objetivo de combater o envelhecimento da pele e que os resultados ainda não são conclusivos em relação ao uso de cosméticos que contenham a substância.

Foto: Thinkstockphotos