Malala e a luta pela valorização da mulher

A jornalista Adriana Carranca acredita que é preciso garantir uma educação digna para que as mulheres escolham e percorram o próprio caminho

Adriana Carranca comenta o uso do conceito de feminismo fora do Ocidente e como as mulheres defendem seus direitos em outras regiões do planeta. Para a autora do livro "Malala: a menina que queria ir para a escola" o dia da mulher segrega e desvaloriza a população feminina. "Temos que celebrar a nossa existência como seres humanos todos os dias", defende.

Foto:  DFID - UK Department for International Development / Flickr: Girls in school in Khyber Pakhtunkhwa, Pakistan / CC BY-SA 2.0


Veja também:
Adriana Carranca fala sobre o livro: "Malala, a menina que queria ir para a escola"
Adriana Carranca fala sobre sua trajetória no jornalismo 
Adriana Carranca: Malala e a literatura infantil

Créditos

Direção: Alessandra Haro
Reportagem: Laura Luz
Produção: Guilherme Speranzini
Câmera: Cintia Pimentel e Sandra Adami
Edição e finalização: Joyce Amaral
Imagem: Adriana Carranca