Vera Lucia de Almeida fala sobre individuação

“Tudo o que está na sociedade e que não pertence a nossa tradição pode inspirar, mas é preciso uma readaptação para o temperamento e nossa identidade cultural”, declara a psicóloga

A psicóloga Vera Lúcia de Almeida faz uma crítica à condição atual de percepção da modernidade e propõe um caminho de olhar a si mesmo com base no conceito elaborado por Carl Jung. “Jung tinha restrições em relação ao que a gente costuma fazer quando gosta de algo: imitar”, declara Vera. De acordo com a profissional, tudo o que está na sociedade e que não pertence a nossa tradição pode ajudar, inspirar, mas é preciso uma readaptação para o temperamento e nossa identidade cultural. “A sabedoria, seja ela de onde vier, só faz sentido se você viver. Transformar aquilo na sua vida, através de uma experiência pessoal. O que Jung propõe é que você se torne um indivíduo. Ele chamava de individuação. Você se tornar um ser único e singular, porque é o que somos”, finaliza.

Foto: dr_zoidberg / Flickr / CC BY-SA 2.0

Créditos

Direção: Leandro Artioli
Reportagem: Daniel Cunha
Câmera: Alexandre Amendola e Sandra Adami
Edição e finalização: Felipe Arruda