fbpx
Logo portal NAMU
HOME » Alimentação » Bebidas » Gerais

Bebidas

Leite Compensado: operação revela leite com formol e soda cáustica

Ministério Público encontra substância cancerígena em lotes distribuídos em São Paulo e Paraná. Veja no NAMU os resultados da Operação Leite Compensado
Da redação
07/01/15
Leite com formol e soda cáustica foi distribuído nos estados do Paraná (PR) e São Paulo (SP). Na quarta fase da Operação Leite Compensado, que desvenda esquemas de adulteração no produto, o Ministério Público do Rio Grande do Sul revelou que cerca de 300 mil litros de leite contaminados foram adquiridos pela LBR Lácteos Brasil SA. A empresa comercializou a mercadoria com as marcas Líder, na cidade de Lobato (PR), e Parmalat em Guaratinguetá (SP). Não foi possível identificar o número dos lotes, mas a fabricação está datada dos dias 13 e 14 de fevereiro. Entenda como a operação intitulada de Leite Compensado constatou fraudes na indústria leiteira:

A operação Leite Compensado

A fraude foi revelada por testes químicos realizados em 12 amostras de leite cru coletadas de uma unidade de resfriamento na cidade de Condor, a 380 km de Porto Alegre (RS). As análises apontaram a presença de ureia no produto, uma substância que contém formol e é considerada cancerígena. Não é a primeira vez que a operação encontra esse elemento. Isso porque na primeira fase, em maio de 2013, o MP apontou que formol era adicionado ao leite recolhido das cidades de Ibirubá, Horizontina e Guaporé. A intenção dos criminosos era mascarar a adição de água, compensando assim, os déficits nutricionais. Além disso, também foram encontradas doses de soda cáustica, elemento altamente corrosivo para os tecidos internos do organismo. Quem consome leite adulterado não percebe os efeitos de imediato. Contudo, as consequências podem surgir em longo prazo, segundo alerta do Ministério da Agricultura. O proprietário do posto de resfriamento de Condor foi detido. Em nota, a empresa LBR afirmou que retirou os lotes assim que teve conhecimento das denúncias. Ainda, que os produtos foram submetidos a todos os testes exigidos pela legislação e nenhuma anormalidade havia sido detectada. operação leite compensado

Leite vencido

Dois dias antes da quarta etapa da operação, o MP do Rio Grande do Sul também recolheu amostras de leite da cidade de Entre-Ijuís, noroeste do estado. As análises, divulgadas recentemente, indicaram elevada acidez, evidência de que o leite já estava apodrecido. Além disso, o órgão detectou irregularidades no transporte das mercadorias.

Capítulos anteriores

Na segunda etapa da Operação Leite Compensado, outros dois núcleos de fraude foram revelados nos municípios de Rondinha e Três de Maio. E, em novembro de 2013, água oxigenada também foi detectada no leite oriundo de Nova Candelária. E, novamente, de Três de Maio na terceira fase da operação.

Operação Leite Compensado: o que mudou nesses seis anos?

A primeira etapa da Operação Leite Compensado aconteceu em maio de 2013 no Rio Grande do Sul e gerou revolta por parte dos consumidores brasileiros. Nessa fase, descobriu-se que cerca de 37% das amostras coletadas pelo Ministério da Agricultura foram adulteradas por quadrilhas especializadas. Já em 2018, apenas 10% das amostras coletadas estavam em desconformidade com a lei. Porém, nelas não foram encontrados formol, soda cáustica ou nenhum outro produto considerado corrosivo ou cancerígeno. Segundo o Ministério Público, as irregularidades estavam relacionadas à má conservação do produto. De acordo com Milene Cristine Cé, auditora fiscal federal do Ministério da Agricultura, as denúncias sobre adulteração do leite reduziram significativamente. E tal redução pode ser explicada por 24 condenações até agora, investigações em 84 municípios gaúchos e leis mais rigorosas em relação aos transportadores. Segundo o promotor de Justiça Mauro Rockenbach, para combater esse tipo de crime era necessário uma legislação adequada e uma fiscalização mais presente. Ele coordenou 12 fases da Operação Leite Compensado entre os anos de 2013 e 2017. "Não podemos afirmar que a fraude cessou, até porque o crime está sempre se reinventando. Mas hoje as famílias podem consumir leite gaúcho com segurança", afirma Rockenbach. Já as marcas não envolvidas na operação se consolidaram ainda mais, já que ganharam a preferência dos consumidores nos supermercados. E embora o preço do produto continue sendo um fator muito ponderado na compra, a confiança em sua procedência passou a interferir na escolha dos consumidores. É o que informa Antônio Cesa Longo, presidente da Agas (Associação Gaúcha de Supermercados).

Transportadores

O principal alvo da Operação Leite Compensado foram os transportadores, que antes não eram vinculados à indústria. Ou seja, desempenhavam a função de meros atravessadores. Já pela nova legislação, em vigor desde 2016, os transportadores são obrigados a estar vinculados à indústria, com cadastros fornecidos ao Departamento de Defesa Agropecuária da Secretaria da Agricultura.

Assim, além de por fim à figura do atravessador, qualquer problema que o produto possa sofrer durante o transporte e nos postos de resfriamento passa a ser de responsabilidade da indústria. A lei ainda exige que os transportadores de leite cru recebam treinamento adequado com questões que envolvam normas sanitárias e que exibam no veículo adesivo de identificação.

Leite Compensado: controle migra para outros alimentos

A fraude do leite no Rio Grande do Sul deflagrada pela Operação Leite Compensado culminou no maior controle e fiscalização de outros alimentos em todo o país. Em 2015 foi criado pelo Ministério Público o GAECO (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado). Há cerca de quatro anos o GAECO, em parceria com o Procon-RS, com o Centro Estadual de Vigilância em Saúde e com a Polícia Civil, além da Secretaria Estadual da Agricultura e Ministério da Agricultura vem atuando na fiscalização e interdição de estabelecimentos comerciais que comercializem produtos em mau estado de conservação, fora da validade, sem procedência e outras irregularidades. Quer evitar tomar leite com café e formol? Então conheça os cursos de gastronomia saudável do NAMU e aprenda a preparar pratos deliciosos a partir de ingredientes naturais!

Recomendados
Bebidas

Como tomar café com consciência

Isabela Raposeiras fala sobre os benefícios de ...

Bebidas

Os benefícios de tomar uma taça de vinho por dia

Redução do colesterol, prevenção de doenças car...