fbpx
Logo portal NAMU
HOME » Alimentação » Gerais »

Gerais

5 segredos da culinária mexicana

A culinária mexicana tem influência de uma cultura milenar: a dos Astecas, povo que viveu no México antes da chegada dos espanhóis, na época ainda Mesoamérica. Os Astecas eram organizados e tinham seus próprios costumes. Na gastronomia, tinham forte presença do milho e de outros alimentos, como feijão e pimenta. Anos passaram e os resquícios […]
Da redação
29/08/18
A culinária mexicana tem influência de uma cultura milenar: a dos Astecas, povo que viveu no México antes da chegada dos espanhóis, na época ainda Mesoamérica. Os Astecas eram organizados e tinham seus próprios costumes. Na gastronomia, tinham forte presença do milho e de outros alimentos, como feijão e pimenta. Anos passaram e os resquícios da alimentação dessa sociedade continua firme no dia a dia dos mexicanos. O que acontece, porém, é que muitas pessoas acreditam que a culinária mexicana é basicamente pimenta. E isso não é verdade. A variedade de ingredientes utilizados no preparo dos pratos é imensa, o que torna as receitas únicas e simplesmente deliciosas. Quer conhecer mais sobre a gastronomia do México? Preparamos este post com 5 curiosidades. Você conhecerá alguns ingredientes utilizados, seus benefícios para a saúde e aprenderá a como inseri-los em suas refeições. Acompanhe!

1. As tortilhas são ótimas substitutas do pão

A tortilha é feita à base de milho e pode ser utilizada como alternativa ao uso de talheres. Realmente, o formato desse alimento facilita o manuseio e a colocação de recheios. Sua ingestão traz diversos benefícios para saúde devido aos principais nutrientes do milho. Entre eles, é possível destacar:
  • as fibras, que auxiliam no trato digestivo;
  • o cobre e o manganês, que ajudam no bom funcionamento do sistema nervoso e na cicatrização de feridas;
  • o fósforo, que melhora a função dos glóbulos vermelhos e a saúde do tecido ósseo.
Além das vantagens em ingerir o milho da tortilha, você ainda conta com os nutrientes do recheio. Só tenha cuidado em optar por alimentos nutritivos, tais como legumes, verduras e carnes magras. Outra dica importante é: dê preferência para tortilhas assadas.

2. O café da manhã é acompanhado por feijão

Se por aqui estamos acostumados a comer feijão no almoço e jantar, no México o alimento também é servido pela manhã. O preparo do feijão é um pouco diferente do brasileiro, sendo incrementado com pimenta e acompanhado por carne, tortilha e ovos. Apesar de parecer um pouco estranho para nós, que nem pensamos na possibilidade desse prato em nosso desjejum, os mexicanos são beneficiados com os nutrientes desse alimento que:
  • ameniza os sintomas da ansiedade;
  • contém proteínas que contribuem para a estrutura do corpo;
  • combate a anemia, graças ao teor de ferro;
  • é rico em fibras que facilitam o trânsito intestinal.

3. Os cactos podem ser comestíveis

Quando você pensa em cacto, é provável que imagine a planta que vive no deserto ou que serve para decorar a casa, não é mesmo? Para os mexicanos, os cactos servem como alimento. Os frutos do cacto, chamados nopales, são doces e muito utilizados na preparação de sobremesas. Já nos pratos salgados, a iguaria serve para compor molhos à base de salsa e tomate. Para quem é hipertenso e diabético, o consumo desse fruto peculiar traz grandes benefícios para saúde, já que é rico em vitaminas A, C e K e minerais, como cálcio e ferro.

4. O abacate vai bem em pratos salgados

Se por aqui usamos essa fruta como sobremesa e vitaminas, os mexicanos a utilizam para preparar o guacamole. A iguaria é uma espécie de purê de abacate bem temperado, levando pimenta, tomate e cebola em sua receita. O abacate promove diversos benefícios para o nosso corpo, entre eles:
  • diminui o estresse;
  • tem poder anti-inflamatório;
  • atua no controle do colesterol;
  • ajuda na construção de massa muscular.

5. A pimenta serve para regular a temperatura

Como não poderíamos deixar de mencionar, a culinária mexicana utiliza com fartura a pimenta em seus variados pratos. Uma das explicações para isso é o clima quente da região. Os mexicanos, ao ingerir alimentos picantes, acreditam que equilibram a temperatura do corpo com o calor do ambiente, que pode chegar até 50°C no país. A utilização de pimenta nas diferentes refeições, proporciona:
  • combate ao envelhecimento precoce;
  • melhora na digestão;
  • aceleração do metabolismo;
  • alívio das dores.
E aí, o que você achou dessas curiosidades? Vale destacar, ainda, que a culinária mexicana também sofre influências de outras culturas como a dos espanhóis, norte-americanos e de outros povos. Mas preserva a origem de pratos saborosos que valem a pena você experimentar. Este post foi útil para você? Assine nossa newsletter e fique por dentro de conteúdos que podem te ajudar a ter uma vida mais saudável. E se você é fã da gastronomia de outros países, conheça o curso Volta ao mundo com a culinária vegetariana.

Recomendados
Gerais

8 fatos sobre o manjericão que você não sabia

Usada desde a Grécia Antiga na culinária, o man...

Gerais

Reeducação alimentar: o que é preciso para começar?

Além de disposição, para iniciar uma reeducação...