fbpx
Logo portal NAMU
HOME » Corpo e Mente » Gerais »

Gerais

Saiba como diminuir os sintomas da ansiedade

Angústia, preocupação excessiva, taquicardia, falta de ar, irritabilidade. Saiba como diminuir os sintomas da ansiedade com atitudes simples
Da redação
17/09/20
A ansiedade é considerada por muitos como o mal do século. Entretanto, não é fácil reconhecer e nem controlar os sintomas da ansiedade. A preocupação com tudo a todo momento, a angústia, o sofrimento por antecedência, a irritabilidade e até a falta de ar caracterizam a doença.   Portanto, não estamos falando de uma doença que atinge somente a mente ou o corpo: ela afeta ambos. E é claro que por vezes os sintomas da ansiedade se agravam até um quadro de depressão, por exemplo. Por isso, é importante saber mais sobre como lidar com o tema!

7 dicas para controlar os sintomas da ansiedade

1. Pratique atividades físicas

Muitas pessoas desconhecem o papel dos exercícios físicos no combate à ansiedade, mas essa é uma das melhores dicas para quem sofre com o problema. Um dos principais benefícios é o estímulo da produção de serotonina. A substância é responsável pelo aumento da sensação de prazer no cérebro.   Portanto, praticar atividades físicas ajuda você a diminuir a tensão provocada pelos sintomas da ansiedade. A serotonina auxilia estimulando que a pessoa se sinta mais relaxada e calma, lidando melhor com a ansiedade.   Uma opção interessante são cursos online de pilates para iniciar bem o dia. Há também aulas de musculação, para quem gosta de exercícios de força, ou então fazer uma caminhada e praticar em aulas de dança.

2. Siga uma alimentação balanceada

A importância da alimentação saudável também impacta nos sintomas da ansiedade, afinal, diz respeito a todo seu organismo. Algumas pessoas inclusive recorrem à comida em suas crises de ansiedade, o que é perigoso para a saúde.   O ideal é evitar alimentos com muito açúcar ou industrializados. Ao contrário disso, invista nas frutas, legumes, vegetais e comida natural. Uma forma de fazer isso é melhorando o seu relacionamento com a cozinha e se arriscando em receitas.   Além de ser uma terapia para muitas pessoas, cozinhar mais pode melhorar a qualidade do que você ingere Há cursos online de cardápio funcional que são ótimos para esse caso. Para quem é vegetariano, há também opções para aprender sobre a culinária vegetariana e cardápios completos. alimentação saudável

3. Inicie a prática de yoga

Falar dos benefícios do yoga quase não seria necessário, afinal, a prática ganha cada vez mais adeptos! Mesmo sendo uma técnica milenar, ela se populariza ao mesmo tempo em que a ansiedade e doenças de saúde mental avançam, pois é aliada no tratamento.   O yoga tem como objetivo buscar o equilíbrio entre corpo, mente e espírito através de técnicas de meditação, posturas corporais e o autoconhecimento. Além do treino físico através da força e flexibilidade, também são trabalhados a respiração, concentração e equilíbrio.   Uma forma de descobrir como fazer yoga para aliviar os sintomas da ansiedade é através de um quizz que aponta o tipo ideal para você. Mas, se quiser, pode partir logo para uma aula gratuita de yoga e ver se realmente gosta da atividade! yoga para sintomas de ansiedade

4. Conheça o mindfulness

O termo mindfulness ainda é desconhecido para muitas pessoas, mas a prática é extremamente simples e acessível. Você pode aprender mindfulness online e entender como a técnica é essencial para vencer os sintomas da ansiedade.   Em outras palavras, mindfulness significa "atenção plena" - a prática de buscar focar a consciência no momento presente. Então, a ideia é promover a atenção à respiração, movimentação e tudo o que está ao redor.  
O objetivo principal da atenção plena é deixar de lado pensamentos e sentimentos externos para ter uma maior clareza da sua própria vida. Por isso, o mindfulness atua contra alguns gatilhos da ansiedade e ajuda a controlar as suas emoções.
mindfulness ajuda nos sintomas de ansiedade

5. Dedique um tempo para você

Um dos principais gatilhos da ansiedade está no estresse cotidiano. De fato, a rotina agitada é um problema comum entre muitas pessoas, mas o que fazer então?   É importante lembrar-se de dedicar um horário para cuidar de si durante a rotina e desacelerar. Ler, assistir filmes, cozinhar, dançar, praticar esportes, entre tantas outras atividades, são formas prazerosas de se divertir e ficar longo do estresse.   Além disso, hábitos de cuidado pessoal também ajudam, como tomar um banho quente, cuidar da pele, receber uma massagem e relaxar. Todas essas dicas são formas de estimular o autocuidado e a atenção à sua saúde mental e física.

6. Lute contra os vícios

É muito comum encontrar pessoas ansiosas com problemas de vícios e compulsões, principalmente relacionados ao cigarro, álcool, drogas e comida. Isso existe porque tais hábitos funcionam como uma válvula de escape durante momentos de ansiedade excessiva.   No entanto, essa associação pode se tornar perigosa e até mesmo potencializar os sintomas da doença. Por isso, em conjunto com a abordagem psicológica, procure buscar auxílio para combater vícios e compulsões que estejam prejudicando a sua vida.

7. Durma bem

Uma boa noite de sono é importante para todos, especialmente para quem sofre com os sintomas da ansiedade! Aliás, as dicas anteriores de praticar atividade física, yoga ou mindfulness colaboram para ter noites de sono muito melhores.   O sono profundo tem um papel vital para o descanso e as conexões do cérebro. Como ele está ligado à regulação hormonal, uma noite mal dormida pode causar mais desgaste mental.   Em geral, são recomendadas de seis a nove horas de sono por noite. Não se esqueça de dormir longe do aparelho celular, pois isso também ajuda na qualidade do sono.

Ansiedade X qualidade de vida

Conforme você pode perceber nas dicas ao longo do artigo, a ansiedade está diretamente relacionada ao nível da sua qualidade de vida. Alimentar-se mal, ser sedentário, dormir mal e adquirir vícios pode prejudicar não apenas o seu corpo, mas também a mente.   Então, o primeiro passo para se livrar dos sintomas da ansiedade é sempre procurar ajuda psicológica especializada, mas lembrando também de mudar os seus hábitos. Afinal, o profissional irá ajudá-lo, mas o restante depende de você!   Você pode colocar algumas dessas dicas em práticas por meio de aulas online e de materiais educativos. Mas, também poderá ter acesso a vários conteúdos sobre saúde, bem-estar, qualidade de vida e sustentabilidade por meio do aplicativo Namu. Clique aqui e saiba como essa solução integrada pode contribuir para o seu equilíbrio físico e mental.

Recomendados
Gerais

7 dicas para acabar com o sedentarismo no home office

Sem dúvida alguma o home office possui muitas v...

Gerais

Home office: como organizar a rotina de treinos?

Trabalhar em home office tem sido um grande des...