fbpx
Logo portal NAMU
HOME » Corpo e Mente » Meditação » Transcedental

Meditação

Meditação transcendental para traumas

Fundação criada pelo cineasta David Lynch divulga os benefícios da meditação transcendental para superar situações difíceis
Da redação
27/09/19
Criada pelo guru indiano Maharishi Mahesh Yogi em 1958, a meditação transcendental é um tipo da prática milenar oriental que não está vinculada a religiões. Além disso, ela se utiliza de mantras (repetição de palavras ou frases curtas) para atingir o estado meditativo. Ou seja, ela não requer nenhum esforço para controlar a mente e pode ser praticada duas vezes por dia. Confira mais detalhes sobre a meditação transcendental e seus benefícios a seguir:

Meditação transcendental: origem

Transcendental significa “atravessar”, “ultrapassar”, “transpor”. Oriunda do latim, a palavra está diretamente ligada a tudo aquilo que é “muito elevado, sublime, superior” e está “acima das ideias e conhecimentos ordinários”. A partir de Adi Shankaracharya e o nascimento da filosofia vedanta não-dualista (advaita vedanta), essa pratica se consolidou como fruto de ensinamentos transmitidos ao longo dos séculos por mestres dessa tradição. Maharishi Mahesh Yogi, por sua vez, aprendeu com Guru Dev e iniciou um movimento para difundi-la pelo mundo. benefícios da meditação transcendental

Como a meditação transcendental pode ajudar a superar traumas

A meditação transcendental (MT) impede a manifestação de pensamentos e produz o nível mais profundo de consciência. Usualmente, ela é praticada em períodos de 15 a 20 minutos. O primeiro pela manhã, antes do café, e o segundo, no fim da tarde ou no início da noite, o que favorece um sono melhor. Ela pode trazer benefícios para quem viveu experiências difíceis. O cineasta David Lynch, o famoso diretor de Veludo Azul, criou a David Lynch Foundation com esse objetivo. A instituição procura difundir a prática entre pessoas que sofreram abusos ou vivem em ambientes violentos. Veteranos de guerra norte-americanos são um dos públicos-alvo da iniciativa. Estudos mostram que depois de quatro meses eles mostraram significativa redução de estresse, ansiedade e depressão.

Como funciona

A meditação transcendental pode influenciar o desempenho das funções cerebrais de forma a melhorar o desempenho no trabalho e nos estudos. A técnica não é ligada a nenhuma instituição religiosa. O objetivo é ultrapassar o estado comum de consciência, libertando o praticante dos conteúdos mentais a um estado de percepção alerta, chamado também de “vigilância tranquila”, “estado de consciência pura” ou “consciência transcendental”. Para praticá-la, basta sentar confortavelmente e fechar os olhos. Por poder ser praticada em qualquer ambiente, não precisando sequer, haver silêncio absoluto. Por esse motivo, a fundação conseguiu levar a meditação para dentro de ambientes sob tensão, como escolas públicas dos Estados Unidos, prisões, abrigos para moradores de rua e países africanos que passaram por guerras e conflitos. A fundação também direciona esforços para mulheres que sofreram abusos sexuais. A meditação transcendental é de fácil aprendizagem e inclusive pode ser praticada por crianças a partir dos 10 anos de idade. Contudo, em alguns casos também pode ser praticada por pessoas abaixo dessa idade, mediante uma técnica específica. Por não estar ligada à religião, não há necessidade que seus participantes tenham nenhum conhecimento teológico, tão pouco que abram mão de seus valores de crença ou conduta. Dessa forma, esse tipo de meditação pode ser praticado por pessoas das mais variadas religiões, ou até mesmo sem religião. Embora seja uma prática de fácil aprendizagem e que pode ser praticada em qualquer lugar, a técnica transcendental precisa ser guiada por um professor, para assegurar a sua prática correta. O iogue Davi Murbach, mais conhecido como Satyanatha, explica o que é meditação e ensina como se sentar e respirar durante a prática. Assista: https://youtu.be/yK52VEUghMs

Críticas

Sem religião: alguns críticos de Maharishi criticam o fato dele ter levado a meditação transcendental a perder seu carácter religioso original, transformando-a em apenas uma técnica mental de relaxamento.
  • Divindades ocultas: outras críticas residem no fato das palavras e frases utilizadas fazer referência aos bija mantra tântricos, os quais seriam invocativos das bênçãos de várias divindades hindus e portanto não totalmente desvinculados de seu aspecto religioso. Para tais críticos, isso faz da meditação transcendental uma menção oculta a determinados elementos religiosos e adoração às entidades;
  • Negócio: outra crítica que se faz a Maharishi é em relação ao caráter corporativo da disseminação da técnica. Suas instituições cobram valores altos para ensiná-la, o contrario das tradições espirituais da Índia;
  • Interligações: a técnica pode ser comparada com a meditação cristã, também baseada na repetição de uma palavra, e com meditações budistas que também utilizam desta repetição.
Quer conhecer essa e outras modalidades de meditação? Então conheça os cursos do NAMU. Online e em vídeo, eles vão te ajudar a diminuir o estresse, a melhorar a concentração nas atividades multitarefas, reduzir sintomas relacionados à depressão entre várias outras condições.

Recomendados
Meditação

5 exercícios para relaxar no home office

O super aplicativo app Namu possui mais de 240 ...

Mindfulness

Dicas para quem está iniciando na meditação

O caminho para quem está iniciando na meditação...