fbpx
Procurar no site Namu
Logo portal NAMU
HOME » Corpo e Mente » Meditação » Vipassana

Meditação

Meditação vipassana: conheça os benefícios

A prática da meditação vipassana ajuda a desenvolver a consciência e a atenção plena por meio da auto-observação
Da redação
27/12/19

A finalidade da meditação vipassana é olhar o mundo pelo lado de dentro, chegar à raiz dos padrões mentais negativos e entender os motivos que nos fazem gerar sofrimento.

Esse é o objetivo da técnica ensinada por Sidarta Gautama, o Buda, há mais de 2.500 anos e que foi preservada como um remédio para males universais.

A meditação vipassana busca analisar os condicionamentos mentais mais arraigados por meio da auto-observação para desenvolver a consciência e a atenção. Esse é o primeiro passo para que o ser humano tenha uma vida mais feliz e liberada.

Como existem muitas técnicas de meditação, o processo de observação interior depende de como cada pessoa se dispõe a entender como eles funcionam.

Em síntese, a meditação vipassana tem a particularidade de purificar a mente em níveis muito profundos e mostrar uma saída para o sofrimento.

o que é meditação vipassana?

Em um momento com tantas contradições, guerras e desconexão social, é muito importante que cada um se transforme interiormente para viver uma vida melhor.

O que é meditação vipassana

A meditação vipassana é uma forma de contemplação originada na linha do budismo theravada, que se caracteriza essencialmente pela concentração profunda e observação das sensações do corpo. Existe, atualmente, uma forma alternativa com foco na prática independentemente da religião.

Na meditação vipassana, não há nenhum tipo de visualização, mantra, movimento ou simbolismo corporal específico.

Seu cerne é a percepção, ou seja, “ver as coisas como elas são”. É uma técnica que busca a purificação por meio da auto-observação.

Fundamentos da meditação vipassana

Os ensinamentos de meditação vipassana são reforçados pelos discursos de Buda e seus discípulos mais próximos, contidos em um livro sagrado do budismo theravada chamado Sutta Pitaka (que em páli significa “cesta de discursos”).

Pelos ensinamentos de Buda, adotados como fundamentação do vipassana, o sofrimento resulta do apego.

O apego pode manifestar-se de diversas formas, materiais ou não.

A mente raramente se estabelece no presente, é volátil e instável, salta de pensamento em pensamento sem qualquer objetividade. Isso cria infinitos padrões de reação a tudo que vivemos.

A concentração do foco de atenção na respiração ou na percepção consciente das sensações do corpo, como preconiza a técnica da meditação vipassana, nos traz para o presente, acalma a mente e se torna um terreno fértil para o cultivo da equanimidade.

A simples observação consciente sem questionamentos sobre bom ou ruim, bom ou mal, nos faz observar a realidade sem apego ou aversão.

A observação consciente libera o praticante de antigos “nós interiores” (chamados de sankaras), esses são os próprios padrões reativos da mente.

Com a prática da percepção consciente, esses padrões vão cessando e dando lugar a uma percepção pura e não condicionada da realidade.

As sensações grosseiras se tornam cada vez mais sutis e o praticante tem a possibilidade de perceber, de forma profunda, características antes não perceptíveis por meio dos sentidos.

Como fazer meditação vipassana

Nesse vídeo, Macarena Infante, professora de meditação vipassana segundo os ensinamentos de S. N. Goenka, explica que vipassana é ver as coisas como elas são.

Ela diz tratar-se de uma técnica muito antiga, que foi descoberta por Buda quando ele estava buscando formas de se libertar do sofrimento. E o conseguiu por meio da observação das sensações e da concentração no presente.

A meditação vipassana pode ser praticada por qualquer pessoa que esteja em condições saudáveis e de qualquer religião que queira purificar a mente. Na prática o silêncio é muito importante. Confira:

Técnica de meditação vipassana

A técnica de meditação vipassana ensinada pelo mestre birmano-indiano Satya Narayan Goenka, na tradição de Sayagyi U Ba Khin, começou a ser amplamente difundida no fim da década de 60. Hoje, há centenas de centros de meditação espalhados mundialmente.

O programa de meditação vipassana consiste em cursos básicos de 10 dias.

Nos cursos de vipassana, os estudantes ficam em completo retiro de silêncio por nove dias e aprendem a técnica gradativamente pela observação da respiração natural (anapana) para acalmar e concentrar a mente.

Em seguida, passam para a compreensão das sensações por todo o corpo (vipassana) para erradicar as impurezas em um nível mental mais profundo.

benefícios da meditação vipassana

Progressivamente, os estudantes da meditação vipassana começam a ter uma experiência corporal direta da relação entre mente e corpo, o que os ajuda a ter maior equilíbrio diante de situações agradáveis ou desagradáveis conforme a lei da mudança (anicca, em páli).

Durante o curso de vipassana, todos devem seguir cinco preceitos para tranquilizar a mente:

  • abster-se de matar,
  • não roubar,
  • não ter atividade sexual,
  • nunca contar mentiras,
  • fazer uso de intoxicantes.

Benefícios da meditação vipassana

A equanimidade – nem apego e nem aversão – é um dos grandes exercícios propostos durante o curso. Este é o principal parâmetro para constatar se a técnica da meditação vipassana realmente está trazendo benefícios. E como tudo na vida, é preciso continuidade.

O curso de vipassana em retiro de 10 dias é uma forma de aprender a técnica em um ambiente isolado e protegido pelas boas vibrações do dhamma, a lei universal da natureza e da verdade de acordo com o budismo.

Contudo, é apenas com a prática que cada um pode perceber como a técnica ajuda a acalmar a mente e deixá-la mais conectada ao presente.

Nas palestras gravadas para os retiros pelo professor Goenka, sempre é ressaltado que a meditação vipassana é uma técnica que ensina a arte de viver uma vida saudável para si mesmo e para os outros, pois, ao desenvolvermos a paz em nossa mente, compartilhamos os bons frutos com todos a nossa volta.

Onde praticar

No Brasil, há um centro de meditação vipassana em Miguel Pereira, Rio de Janeiro, que funciona há pouco mais de 10 anos.

Os cursos têm grande procura e os retiros são oferecidos sem nenhum custo, pois o local é mantido por doações de antigos alunos.

Ao ingressar na prática da meditação vipassana, é importante que o aluno tenha a experiência direta e aceite sem nenhum sectarismo o que ocorre em seu corpo no momento presente.

Apesar de ter como base os ensinamentos de Buda, a meditação vipassana não possui viés de conversão religiosa.

Qualquer pessoa que necessite desenvolver a paz interior, independentemente da religião, crença ou cultura, pode ingressar nos cursos.

A técnica tem ajudado muitas pessoas a viverem de forma mais amorosa e equilibrada pela transformação e purificação de padrões mentais negativos.

Curso de meditação online

A meditação vipassana é uma forma de contemplação séria e profunda, que exige um retiro em local específico e depois a continuidade de prática no dia a dia. Isso não significa que você não possa praticar outros tipos de meditação: todas são benéficas!

Por exemplo, a meditação mindfulness pode ser aprendida e praticada no seu tempo e local preferido. A prova disso é nosso curso online de mindfulness: meditação em movimento. Garanta agora o seu, estude pela internet e pratique onde e quando quiser.


Recomendados
Iogue

A essência da filosofia hinduísta

O iogue Davi Murbach, também conhecido como Sat...

Meditação

Budismo zen e meditação

Quando a meditação é desenvolvida no budismo ze...

Meditação

Mindfulness: meditação contra a obesidade

As técnicas de mindfulness têm sido empregadas ...

Gerais

Saulo Fong: benefícios da meditação

Uma explicação clara dos benefícios da meditaçã...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *