fbpx
Procurar no site Namu
Logo portal NAMU
Filosofia

Filosofia

Lia Diskin questiona a lógica da punição em escolas e presídios

"Acredita-se que a punição por si mesma é restaurativa e não é. Se fosse, não teríamos 70% da população carcerária reincidente", afirma Diskin.
Portal Namu
14/04/15
Nesse vídeo, a cofundadora da Associação Palas Athena relaciona o tema da cultura de paz nas escolas com a lógica da punição que impera em vários âmbitos sociais. Ela levanta questões essenciais para discutir o sistema carcerário brasileiro. "Acredita-se que a punição por si mesma é restaurativa e não é. Se fosse, não teríamos 70% da população carcerária reincidente", afirma Diskin. "De onde se tirou a conclusão de que o sofrimento é o mecanismo que assegura um comportamento desejável?", questiona. Veja também Lia Diskin incentiva a inserção da cultura de paz nas escolas A importância da atenção, por Lia Diskin O que é meditação? 

Recomendados
Filosofia

A vida da jornalista Adriana Carranca

A repórter e escritora Adriana Carranca fala su...

Filosofia

A trajetória do iogue Satyanatha

Satyanatha conta por que escolheu viver como mo...

Filosofia

Quais são as práticas de justiça restaurativa?

Howard Zerh cita exemplos de programas restaura...

Filosofia

O que é justiça restaurativa?

Howard Zerh explica o conceito de justiça resta...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *