fbpx
Procurar no site Namu
Logo portal NAMU

Bioenergética

O que é

A bioenergética constitui-se como uma forma de compreender a personalidade a partir de uma visão que integra a mente e o corpo. Segundo ela, ambos se relacionam por meio de processos e movimentos energéticos. É uma forma de psicoterapia profunda analítica, relacional e corporal, que busca referência no desenvolvimento do indivíduo para a origem de suas queixas.
Por exemplo, para a bioenergética, fatos ocorridos durante a infância irão afetar a vida adulta, interagindo com a vida atual e com os relacionamentos. A técnica auxilia o indivíduo a reencontrar-se com seu corpo, desfrutando da vida existente nele o máximo possível.
O objetivo é o resgate da natureza primária, que é a expressão livre e espontânea do ser.
Em duas maneiras complementares, a terapia corporal se torna eficiente psicoterapeuticamente: através da reativação de sentimentos, movimentos e reações evitadas. Tudo com o objetivo de tornar acessível o conteúdo inconsciente relacionado a elas e, consequentemente, trabalhar e analisar esse material.
O segundo modo se dá por meio de técnicas que mobilizam o tratamento da energia doente do paciente, as quais acabam por proporcionar relaxamento muscular, dando suporte e encorajando a expressão dos movimentos inconscientes. Tudo isso libera também a manifestação de sentimentos profundos, trazendo uma elevação da autoestima e mudanças no relacionamento da pessoa com o ambiente.
A escolha do termo “bioenergia” é mais facilmente aceitável que a ideia de “energia orgônica”, utilizada por Wilhelm Reich (1897-1957), que desenvolveu a psicoterapia orgônica. A bioenergia, por sua vez, enfatiza as funções do corpo na análise do caráter e na terapia.
Sua principal ideia é: o corpo exibe uma parte da doença; o psiquismo, a outra. O organismo apresenta-se portanto como uma unidade funcional na qual uma parte não exclui a outra. Ao contrário, eles são mutuamente dependentes, de forma que o pensamento afeta o sentimento e vice-versa.
A expressão corporal de um indivíduo é uma importante pista de sua expressão emocional, de sua estrutura caracterológica. Através do reconhecimento desses padrões arraigados, a análise bioenergética concilia a abordagem corporal à verbal e propõe alternativas que possam trazer melhorias na qualidade de vida como um todo.
De acordo com Alexander Lowen, a análise bioenergética considera o prazer como orientação primária do ser humano. A racionalização e intelectualização aparecem, portanto, como principais ocasionadores dos problemas corporais. Elas atuam como filtros que ocultam a verdade corporal e dificultam o acesso às sensações prazerosas, pura e simplesmente.
Bastante influenciado pelos pressupostos reichianos, Lowen compreendia que não é possível desfrutar de uma saúde psicofísica sem a existência de uma vivência sexual plena e gratificante, uma vez que a atividade sexual proporciona um importante esquema: tensão – carga – descarga – relaxamento.
Essas couraças, no entanto, impedem a entrega total do indivíduo no momento do ato sexual, às contrações involuntárias que ocorrem no momento do clímax sexual.
A concepção de desenvolvimento psicossexual, fundamental para a compreensão do indivíduo na bioenergética, considera:
Período pré-genital: do nascimento aos 6 anos, quando se dá o abandono do erotismo oral e um deslocamento à área genital.
Período de latência: dos 6 aos 12 anos, há amenização dos interesses e sensações sexuais, sendo a atenção focada ao papel sexual em relação aos grupos.
Período genital: da pré-adolescência à maturidade, menino e menina caminham ao desenvolvimento e amadurecimento sexual.
É uma técnica que:
Visa à compreensão da personalidade em termos de corpo;
Proporciona melhorias nas funções da personalidade por meio da mobilização da energia presa pelas tensões musculares; e
Aumenta a capacidade individual da experiência de prazer trazendo soluções às atitudes caracterológicas estruturadas no corpo, que interferiam no ritmo e no movimento.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *