fbpx
Procurar no site Namu
Logo portal NAMU

Meditação Tibetana

O que é

A meditação é o principal componente do budismo da vertente tibetana. Tem como objetivo trabalhar o desenvolvimento espiritual em direção à expansão da consciência para cultivar estados de paz e felicidade interior e tentar erradicar pensamentos que trazem perturbações e sofrimentos.
De acordo com a orientação do budismo theravada, há duas categorias básicas de meditação: a dhyana e a vipássana. O primeiro estágio da modalidade theravada envolve um processo de purificação moral e intelectual. A ideia é conseguir um afastamento dos desejos sensuais e estados metais impuros por meio da reflexão para ingressar em uma condição de satisfação e alegria. Depois, a atividade intelectual dá lugar a um estado pleno de autosserenidade e agudez. No terceiro estágio, as emoções desaparecem e o praticante fica indiferente a tudo. No último, as condições de satisfação, inclinação para o bem ou mal, dor e serenidade são deixadas para trás e o meditador ingressa em um estado de suprema satisfação, indiferença e consciência. A segunda forma, a vipássana, (visão interior) requer uma intensa concentração que pode conduzir o meditador a um estado de agudez da consciência e percepção da verdade salvadora de que a realidade é impermanente e repleta de sofrimento e à incompletude.
Buda ensinou que a mente é a base de tudo o que experimentamos e percebemos, como felicidade e tristeza, prazer e dor. Segundo ele, nossas mentes têm uma natureza básica de sanidade iluminada e bondade, mas é difícil experimentarmos esse estado de consciência por conta de emoções aflitivas, que como uma espécie de neblina emocional, nos impede de enxergar nossa natureza básica iluminada. Por isso, passamos a maior parte do tempo em busca da felicidade temporária, física e mental em fontes externas.
Durante a prática, são utilizadas técnicas que envolvem mantras, meditações em silêncio e auto-observação. A meditação deve ser feita em um local tranquilo onde o praticante possa se sentar com as pernas cruzadas, a coluna ereta, os músculos relaxados e os olhos fechados. A concentração e a consciência devem ser voltadas para a respiração, que deve ser feita de forma calma e profunda.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *