fbpx
Procurar no site Namu
Logo portal NAMU

O que é

Reiki foi criado no Japão por Mikao Usui, o qual acreditava ser possível manipular uma energia chamada “qi” (versão japonesa do conceito chinês “chi” e da noção indiana do “prana”). Nessa prática vitalista, o terapeuta coloca as mãos levemente no corpo do paciente ou logo acima da pessoa com o objetivo de facilitar a própria resposta de cura. Portanto, o reiki é baseado na imposição de mãos e no controle dessa energia através do movimento de mãos do terapeuta. Mestres de reiki afirmam ser capazes de restaurar a vitalidade da mente e do corpo, sem tocar no paciente.
No entanto, as pesquisas feitas até agora, todas elas baseadas em medições de dor, ansiedade e estresse, compiladas a partir do acompanhamento da frequência cardíaca e da pressão arterial, não conseguiram apontar com certeza a eficácia do reiki.
Isso pode ocorrer principalmente em razão da natureza relativamente sutil e complexa da prática, essas medidas podem não refletir adequadamente a experiência vivida dos que receberam esse tipo de tratamento. Portanto, o reiki é uma espécie de vitalismo, que pode ter um poder de relaxamento e redução de estresse, mas que não tem ainda comprovação científica de sua eficácia para tratar outros problemas de saúde.

Origem do nome

“Rei” significa espírito em japonês; “qi”, energia. Reiki, por sua vez, significa “força espiritual” ou “energia vital”.

Criação

O reiki foi sistematizado por Mikao Usui decorrente de seus estudos de práticas de cura e suas experiências de 21 dias de jejum e meditação no Monte Kurama. Chujiro Hayashi foi estudante de Usui e desenvolveu uma forma mais simples de reiki que teve a aprovação de Usui. Hayashi tratou e treinou Hawayo Takata que difundiu o reiki pelo Ocidente.

Histórico

Origens

A prática de imposição de mãos para diminuir dores e confortar é um antigo instinto humano. Quando sentimos dores geralmente colocamos a mão na área afetada. Essa força vital (ki em japonês) recebeu diferentes nomes em diversas culturas.

Existem registros de cura atrás da imposição de mãos no Tibet, na Grécia, no Egito, na Índia e outros países. Muitos livros da tradição cristã afirmam que Jesus Cristo aplicava a imposição de mãos. Atualmente, no Brasil, isso pode ser visto em diversas igrejas evangélicas onde ainda se aplica tal prática.

Descoberta do Reiki

O reiki enquanto técnica de imposição das mãos surgiu em 1922. Ela foi desenvolvida por Mikao Usui, o qual após meditar e jejuar durante 21 dias no Monte Kurama afirmou ter criado uma técnica de cura baseada na imposição das mãos. Durante esse tempo, Usui, que era budista praticante, levou os sutras (escrituras) do Tibet e estudou-os no intuito de obter esclarecimentos sobre como curar.

Na madrugada do vigésimo primeiro dia, após ampliar a consciência com suas práticas de meditação, Usui teve uma visão na qual recebeu os símbolos do reiki, o significado dos mesmos e como utilizá-los.

Disseminação no ocidente

A disseminação no Ocidente da prática criada por Usui se deu graças aos esforços de Hawato Takata, que foi aluna do senhor Hayashi, um médico aposentado da marinha japonesa e sucessor de Usui no ensino do reiki.

Atualidade

Hoje em dia há diversas variações do reiki, entre eles a xamânica, a tibetana, a karuna e a sufi. Cada uma dessas técnicas pode conter símbolos diferentes dos criados por Usui. Muitas vezes, elas também apresentam procedimentos diferenciados e algumas são especializações do nível de mestre ou afirmam trabalhar com um tipo de energia mais poderosa que a trabalhada no reiki criado por Usui.

Fundamentos

Existem cinco preceitos éticos ensinados por Usui. São eles: . Não se zangue . Não se preocupe . Seja grato . Trabalhe com diligência . Seja gentil para as pessoas Outras recomendações de Usui são: . De manhã e a noite junte as mãos ao peito em meditação e faça uma oração de coração . Faça afirmações com a mente e cante com a boca . Para melhoria da mente e do corpo use o reiki

Na prática

Níveis

O reiki possui três níveis, sendo que o terceiro, o de mestre, se divide em duas partes. O primeiro nível torna a pessoa aberta para ser um canal da energia do reiki e a cura se dá mais no âmbito físico.

O segundo nível, segundo os mestres de reiki, possibilita a cura a distância. No grau de mestre, o praticante busca um maior autodomínio, realizando seus sonhos. Nesse estágio, se realiza a cura espiritual e o desenvolvimento da consciência. O grau de mestre é o de professor, onde o praticante poderá iniciar outras pessoas no reiki.

Símbolos

O reiki trabalha com uma série de símbolos que são recebidos da segunda iniciação em diante. Esses símbolos possuem certas funções especificas e servem para fortalecer a aplicação.

Posição das mãos

Existe uma sequência de posições das mãos no qual o terapeuta de reiki vai tratando as várias partes do corpo em breve períodos de tempo. No entanto, isso não é uma regra fixa e pode haver momentos em que existe maior necessidade de permanecer mais tempo com as mãos em determinadas posições.

É indicado o terapeuta usar sua intuição e sensibilidade para saber onde há maior necessidade. Existe uma sequência de posições de mãos tanto para auto aplicação quanto para o uso em outras pessoas.

Chakras

Os chakras são círculos de energia no corpo sutil descrito pelos yogues em antigos tratados em sânscrito da Índia. São descritos geralmente em forma de sete chakras principais, sendo que cada um está relacionado com determinadas emoções que se estiverem desequilibradas podem indicar um distúrbio no chakra relacionado. Também possui uma sequência de posições de mãos tanto para auto aplicação quanto para o uso em outras pessoas.

Duração

A duração da aplicação pode variar de acordo com o nível de reiki em que a pessoa está sendo iniciada, bem como a idade de quem se está aplicando. Com nível um, a aplicação pode durar entre 60 a 90 minutos. No nível dois, entre 15 a 20 minutos. As pessoas idosas e crianças podem ser aplicadas por menos tempo.

Principais nomes

Mikao Usui (1865-1926) – Nasceu no Japão em 15 de agosto de 1865. Existem algumas controvérsias em respeito aos fatos sobre sua vida e o que se sabe é o que foi passado de mestre para discípulo. Durante sua vida, ele praticou budismo Tendai e estudou artes marciais japonesas.

Usui foi um intelectual com conhecimentos em história, medicina e práticas espirituais de outras culturas, entre elas, o cristianismo. Quando descobriu que Gautama Buda (620-543 AC) havia realizado curas físicas resolve voltar ao Japão para pesquisar mais a fundo.

De volta a Kyoto, Usui percorre muito dos 880 templos budistas da região, mas ao perguntar aos monges sobre cura física, sempre lhe respondiam que estavam muito ocupados com a cura da mente e que não podiam se preocupar com a cura física.

Ao estudar sutras do Tibet escritos em sânscrito, Usui se depara com quatro símbolos de cura, mas sem explicações de como usar. Procurando compreender sua utilização, ele faz o retiro de 21 dias no Monte Kurama levando os sutras e meditando no seu significado. Dessa forma, Usui cria o reiki e passa a disseminar a técnica pelo Japão, deixando como seu sucessor Chujiro Hayashi.

Chujiro Hayashi (1878-1941) — Hayashi veio de uma família rica e de pessoas bem educadas. Foi doutor em medicina e comandante da Marinha Imperial japonesa. Ao se aposentar, procurou um método de ajudar as pessoas e foi assim aos 49 anos, que encontrou o Usui realizando uma de suas palestras. Após isso começou a viajar com Usui aprendendo profundamente sobre a prática de reiki.

Uma vez sendo nomeado sucessor pelo Usui, Hayashi clinicou durante mais de vinte anos sem ajuda do governo. O apoio financeiro veio dos que puderam custear o tratamento que era feito por dois reikianos em cada leito, sendo que a clinica continha oito leitos.

A clínica serviria também de centro de treinamentos de praticantes de reiki, sendo que os novos discípulos saiam para atender os que não podiam se locomover até a clínica. Hayashi passou a registrar todos os detalhes dos tratamentos, produzindo ampla documentação que serviu para ele sistematizar as posições das mãos e os níveis de reiki. Dessa forma denominou sua técnica de Usui.

Em 1938, com a eminencia da segunda guerra mundial em vista, decide dar mestrado de reiki a sua esposa Chie Hayashi e a Hawayo Takata que daria continuidade a sua obra. Hayashi faleceu na terça-feira, 10 de maio de 1941, deixando apenas cinco mestres vivos.

Hawayo Takata (1898-1980) – Nascida na Ilha de Kawai, no Havaí, Takata era filha de imigrantes japoneses, que deram a ela o nome Hawayo em homenagem ao Havaí (Haway) acrescido do sufixo “o”, que na língua japonesa designa o sexo feminino.

Seus pais eram trabalhadores agrícolas, mas como não possuía uma constituição física muito forte. Trabalhou como professora, vendedora, governanta até se casar em 10 de março de 1917 com Saichi Takata, com quem teve duas filhas.

O casamento durou até 1930, onde seu jovem marido de 34 anos de idade morreu de câncer no pulmão. Com isso, Takata foi obrigada a se submeter a maiores jornadas de trabalho para sustentar sua família. Isso aliado à depressão e outros problemas psicológicos que ela sofria afetaram sua saúde e fizeram com que, aos 35 anos de idade, Takata desenvolvesse um tumor no abdômen e problemas pulmonares.

Em seguida ela perdeu a irmã, recém-casada, que morreu de tétano com apenas 25 anos de idade. Nesses momento, seus pais estavam viajando pela Japão. Ela então achou mais adequado dar a noticia pessoalmente. Durante a viagem, Takata também se tratou na mesma clínica no Japão que seu marido havia se tratado. Então em 1935, ainda no Japão, ela conheceu a clínica do Hayashi, onde passou a ser tratada diariamente.

Segundo Takata, o tratamento do mestre reiki melhorou muito sua saúde. Ao se perguntar como as mãos dos praticantes esquentavam tanto, ela foi adquirindo interesse pelo reiki, sendo iniciada pelo mestre Hayashi até virar mestra e, posteriormente, sua sucessora.

Outras visões

Há falta de pesquisa de alta qualidade nessa área. Logo, não é possível afirmar se o reiki é uma prática efetiva de cura. Existem ressalvas quanto à segurança do reiki de que seu uso pode evitar ou atrasar o início de um tratamento convencional em diversas patologias.

O Comitê para a Doutrina da Conferência Episcopal Católica dos Estados Unidos emitiu um documento em março de 2009 proibindo a prática do reiki por católicos, afirmando que o reiki é incompatível aos ensinamentos católicos, portanto, seria inapropriado a unidades de saúde (hospitais católicos) e outras instituições ligadas ao catolicismo fazerem o uso dessa técnica.

Ramificações

Hoje em dia existem muitas escolas de reiki de diversas linhagens e com sistemas de diferentes. No entanto, essas escolas surgem a partir de duas ramificações principais, que são o reiki tradicional japonês e o reiki ocidental.

Reiki tradicional japonês

São as escolas do Japão que praticam as técnicas originais desenvolvidas por Mikao Usui. Durante muito tempo, pouco se soube sobre essas técnicas, mas em razão das pesquisas de Frank Arjava Petter, feitas por volta de 1993, essa ramificação começou a ser mais difundida.

As escolas dessa linhagem são:

  • Usui Reiki Ryōhō Gakkai (Sociedade de Ensino do Método de Cura Usui Reiki) Essa é a sociedade original criada por Mikao Usui. Acredita-se que praticam o sistema original formulado por Usui, mas que na verdade não se sabe ao certo, pois é uma escola muito fechada, revelando pouco dos seus ensinamentos.
  • Reidō Reiki Gakkai (Sociedade de Energia Espiritual e Acontecimento Espiritual) – Deriva da escola Ryōhō Gakkai, da qual possui poucas diferenças relacionadas aos ensinamentos do seu fundador Fuminori Aoki.
  • Kōmyō Reiki Kai (Associação de Energia Espiritual Iluminada) – Fundada por Hyakuten Inamoto, um mestre de reiki estudante de Chiyoko Yamaguchi, da linhagem Hayashi.
  • Jikiden Reiki (Ensinamento Direto de Energia Espiritual) – Fundada pela mestra Yamaguchi e seu filho Tadao Yamaguchi. É o sistema original desenvolvido por Hayashi.

Reiki ocidental

Esse é o sistema desenvolvido por Hawayo Takata, no qual ela adaptou muitas técnicas do reiki para facilitar sua difusão pelo mundo. Entre as técnicas adaptadas foi desenvolvido um conjunto de posturas de mãos, mais simplificado do que o usado pelo reiki tradicional japonês, que também se baseia na intuição de onde colocar as mãos.

  • Usui Reiki Shiki Ryōhō (Estilo de terapia de energia spiritual Usui): Esse é o sistema desenvolvido por Hawayo Takata e hoje guiado por Phyllis Lei Furumoto, neta de Takata e presidente da “The Reiki Alliance”.
  • Reiki Tibetano/Usui: Método desenvolvido por Arthur Robertson e popularizado por William Lee Rand e Diane Stein. É baseado nas técnicas criadas por Takata com a inclusão de outras técnicas do Usui Reiki Ryōhō Gakkai, escola original de Mikao Usui. Inclui o uso de novos símbolos.
  • Gendai Reiki Hō (Método de Energia Espiritual Moderna): Desenvolvido por Hiroshi Doi, um mestre de reiki ocidental que em 1993 tornou-se membro da Usui Reiki Ryōhō Gakkai. Inclui técnicas do reiki japonês tradicional e reiki ocidental.

Principais obras

O Fogo do Reiki

Esse livro escrito por Frank Arjava Petter é considerado um livro fundamental. Nesse livro há a tradução do memorial de Mikao Usui, sendo esse o principal documento histórico sobre a vida do mestre de reiki. Possui instruções práticas de como usa a técnica.

Reiki essencial

Diane Stein descreve todas as informações relacionadas a todos os níveis de Reiki, explicando os símbolos e técnicas de aplicações.

A Bíblia do Reiki

Livro de Eleanor Mckenzie trata e explica de maneira minuciosa a prática criada por Usui. Nele está presente a história, o desenvolvimento e as várias escolas e tradições do reiki.

Interligações

Outros métodos de imposições das mãos

Fluidoterapia Geralmente conhecido pelas pessoas como “passe espírita”. Diferente do reiki, nele está presente a mediunidade, ou seja, é uma prática vinculada à religião espírita.

O passe permitiria, segundo as pessoas ligadas a esta religião, que espíritos ligados à área da saúde ajudem o médium a transmitir a energia de cura. A aplicação do passe é rápida e sem custo algum.

Johrei – Tal como o reiki, o johrei afirma ser uma energia espiritual que harmoniza o indivíduo, tanto na parte material quanto espiritual. Pode ser aplicado a pessoas de todas as crenças por um membro da Igreja Messiânica devidamente qualificado a fazê-lo. A aplicação tal como na fluidoterapia é rápida e sem custo.

Fontes de pesquisa

ANTILA, Omar. Amara Spiritual Empowerment. Recebido por email em: 13 de out. 2013.

PAUL, Nina L. Reiki for Dummies. Wiley Publishing, Inc. Indianapolis, EUA. 2006.

KING, Enrique Roberto; ABARCA, Oriel Roberto. Reiki para todos: energia vital em ação. Rio de Janeiro: Record, 1996.

MULLER, Brigitte; GUNTHER, Horst H. Reiki: Cure a si mesmo. Rio de Janeiro: Rocco, 2001.

WEISS, Eleonora Maria. Reiki Nível 1: Módulo 1. Apostila de Reiki. YANKANI, Petro K. Reiki: a cura pela imposição das mãos. Edgar P. Kohn, 1996.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *