fbpx
Procurar no site Namu
Logo portal NAMU

Winnicott

O que é

A psicanálise winnicottiana é o conjunto teórico-clínico resultante dos 40 anos de pesquisa e atendimento de cerca de 60.000 pacientes e da releitura da psicanálise tradicional (kleiniana e freudiana) operada pelo pediatra e psicanalista inglês D.W. Winnicott. Esse trabalho intelectual também foi chamado por outros autores de revolução ou mudança de paradigma na psicanálise.
O complexo edípico, anteriormente central para pensar a constituição do psiquismo, passou a ser entendido como um acontecimento tardio de um processo mais amplo e mais complexo, o do amadurecimento, que começa nos momentos iniciais da vida.
Concebendo o homem como um vir a ser, Winnicott enfatizou a importância do ambiente para a construção da identidade mostrando que o bebê precisa do outro para ser alguém e não só para aplacar instintos. Winnicott descreveu detalhadamente nuances de acontecimentos pré-simbólicos e dos desafios inerentes ao início da vida: criar um corpo, habitá-lo, criar um mundo, inserir-se nele, construir um eu corpóreo e psíquico, destacar-se do outro, fazer contato com a realidade, entre outras coisas.
As conquistas primitivas e seus percalços passaram a ser a chave para o entendimento do amadurecimento saudável, de suas distorções (um grande espectro de distúrbios como os psicossomáticos, as psicoses, as psicopatias, o autismo, o falso si-mesmo, o pânico, entre outros, foram compreendidos), e também para o entendimento do que está na base dos conflitos interpessoais mais avançados como aqueles descritos por Klein e Freud. Portanto, o analista winnicottiano proporciona um setting confiável e nesse ambiente propício facilita que o paciente, afrouxando suas defesas, retome e reintegre aspectos do amadurecimento que ficaram impedidos ou dissociados, fazendo uso não só da interpretação, mas de recursos pré-verbais como os da sustentação de uma relação confiável, a empatia, o espelhamento, o manejo clínico etc.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *