fbpx
Logo portal NAMU
HOME » Saúde » Gerais »

Saúde

Artrose e artrite: qual é a diferença?

Embora tenham sintomas parecidos, a artrose e a artrite não são a mesma coisa. Entenda a diferença entre essas duas doenças e saiba o que fazer para evitá-las
Da redação
23/03/20
Entre as doenças reumáticas, a artrose e a artrite estão entre as mais comuns. Segundo o Ministério da Saúde, cerca de 20% da população mundial é afetada pela artrose. Só no Brasil, a doença afeta mais de 15 milhões de pessoas, das quais a maioria possui idade igual ou superior a 65 anos. Embora as duas doenças afetem as articulações do corpo e tenham sintomas bem parecidos, elas não são a mesma coisa. E, como reconhecer os sintomas de uma patologia é a melhor forma para conseguir um diagnóstico precoce, listamos a seguir as principais diferenças entre a artrose e a artrite. Assim, você poderá buscar o tratamento adequado para si ou para algum familiar. Acompanhe! diferença entre artrose e artrite

Artrose e artrite: qual é a diferença?

A artrose e a artrite são doenças que atingem as articulações do corpo, ou seja, pontos onde há o encontro de dois ou mais ossos, como os joelhos, tornozelos e quadril, por exemplo. Cabe lembrar que nas extremidades dos ossos ficam as cartilagens, tecidos flexíveis que atuam como revestimento e proteção, facilitando assim, o processo de movimentação. A saber, ambas as patologias afetam essas cartilagens, causando inflamação, dor e limitação de movimentos. E embora os sintomas sejam parecidos e dificultem um diagnóstico mais preciso, as causas e formas de tratamento são bem diferentes. Veja a seguir as principais diferenças entre elas:

Artrose

De acordo com a SBR (Sociedade Brasileira de Reumatologia), a artrose é uma patologia que está associada à degeneração da cartilagem muscular. Com isso, a capacidade de realizar os movimentos é comprometida, causando inchaço e dor constante.

Artrite

Já a artrite é caracterizada pela inflamação em uma ou mais articulações. A doença possui cerca de 250 tipos diferentes e se manifesta de forma distinta em crianças, adultos e idosos. Alguns dos casos mais comuns são os seguintes:
  • Artrite reumatoide;
  • Gota;
  • Espondilite anquilosante;
  • Febre reumática;
  • Artrite gonocócica.

Causas

As causas exatas para o desenvolvimento de ambas as doenças ainda não são completamente conhecidas. Contudo, alguns fatores influenciam no desenvolvimento delas, veja a seguir:

Artrose

Também conhecida como osteoartrite, a patologia pode ser dividida em primária ou secundária. Na artrose primária, o desgaste tem relação com o uso excessivo de determinada articulação e com os efeitos do envelhecimento. Já na forma secundária, o desgaste da cartilagem ocorre em consequência de doenças ou condições como diabetes, obesidade, artrite reumatoide ou traumas. causas da artrose e artrite

Artrite

Enquanto isso, a artrite é uma doença autoimune e que pode estar relacionada a outras doenças também autoimunes, como lúpus, gota, doença de Crohn, tireoidite de Hashimoto entre outras.

Sintomas

Quando o assunto é diagnóstico, os sintomas da artrose e da artrite são praticamente os mesmos. Afinal de contas, ambas as condições são caracterizadas por uma dor intensa nas articulações, acompanhada por inchaço, rigidez e dificuldade de movimentação. Além disso, cabe ressaltar que o desconforto causado pelas duas doenças costuma progredir ao longo do dia e se intensifica à noite. Contudo, a principal diferença entre elas está no fato de que a artrite pode afetar outros órgãos, como pulmão, coração e olhos, por exemplo. Já a artrose se concentra somente no desgaste das articulações. Veja a seguir os principais sintomas de ambas as doenças:
  • Dor, inchaço e vermelhidão nas articulações;
  • Aumento de temperatura e rigidez na região afetada;
  • Deformidades na articulação;
  • Limitação de movimento.
Ainda, cabe ressaltar que sintomas mais específicos podem surgir de acordo com o tipo de artrite apresentado e o local afetado.

Tratamento

Embora não tenham cura, existem formas de aliviar os sintomas da artrite e da artrose e melhorar a qualidade de vida do paciente. Entre essas formas, estão os medicamentos analgésicos e anti-inflamatórios, que são capazes de aliviar as dores e reduzir o processo inflamatório nas articulações. Já casos mais graves podem exigir a intervenção cirúrgica para o realinhamento dos ossos ou a substituição da articulação. Há ainda a possibilidade de combinar a terapia medicamentosa com outras abordagens alternativas, como fisioterapia, acupuntura e terapia ocupacional. Além disso, exercícios físicos de baixo impacto que visam melhorar a coordenação, a postura e a flexibilidade como o pilates e yoga, por exemplo, podem ser grandes aliados.

Prevenção

Conforme pontuamos anteriormente, a artrite é uma doença autoimune, ou seja, infelizmente não pode ser evitada. Já a artrose secundária (aquela que é causada por outras doenças, movimentos repetitivos ou obesidade) pode ser prevenida através da adoção de alguns hábitos simples, como os listados a seguir:
  • Evite movimentos repetitivos;
  • Pratique atividades físicas regularmente para fortalecer os músculos e, consequentemente, as articulações;
  • Mantenha uma dieta balanceada. Assim, você evita o sobrepeso e o desgaste das articulações, principalmente as dos joelhos.

Alimentos que aliviam os sintomas da artrite e da artrose

Em complemento ao tratamento convencional, consumir determinados alimentos também auxilia no alívio dos sintomas da artrite e da artrose. Além do benefício nutricional, muitos ingredientes possuem propriedades terapêuticas para o combate às dores e incômodos dessas doenças.
  • Alimentos ricos em ômega-3: essa é uma substância com grande poder anti-inflamatório. Por isso, pacientes portadores dessas condições reumáticas devem incluir na dieta peixes (atum, salmão e sardinha), óleo de soja e canola, azeite, linhaça e chia;
  • Frutas vermelhas: frutas como morango e cereja são ricas em antocianina, uma substância com ação anti-inflamatória e antioxidante;
  • Abacate: devido à presença da luteína, substância que inibe a ação dos radicais livres, o abacate ajuda na prevenção de doenças nas articulações;
  • Verduras verde-escuras: couve e espinafre são apenas dois exemplos desses alimentos repletos de nutrientes. Além da ação antioxidante, essas verduras são ricas em vitaminas e cálcio.
Nos cursos de alimentação saudável do NAMU é possível aprender a melhorar a sua alimentação de forma simples e acessível, incluindo muitos desses ingredientes no seu cardápio. Através de aulas online e em vídeo, eles oferecem diversas dietas, receitas e dicas para comer bem sem abrir mão da saúde. Você também encontra uma série de informações relevantes no Portal NAMU sobre bem-estar, sustentabilidade, estética, diversão e viagens. Que tal dar o primeiro passo para uma vida mais equilibrada? Então conheça todos os cursos do NAMU para praticar quando e onde quiser.

Recomendados
Saúde

Conheça 7 alimentos que ajudam na TPM

Ela tem data certa para aparecer e todo mês ela...

Saúde

Os 4 principais motivos que levam ao estresse no home office

Que o home office já é uma realidade para muita...