fbpx
Procurar no site Namu
Logo portal NAMU
HOME » Sustentabilidade » Agropecuária » Agroecologia

Agropecuária

Conheça a árvore com 40 tipos de fruta

Professor de arte norte-americano cria espécie que dá diversas frutas e flores
Portal Namu
27/09/19

Uma única árvore, dezenas de frutas diferentes. É um pé de quê? Não tem nome, mas existe. Sua floração combina várias cores. Ela parece fazer parte do universo fantástico de autores como Borges ou Cortázar, mas é real. Foi criada pelas mãos do professor de arte da Syracuse University, Sam Van Aken, idealizador do projeto Árvore das 40 frutas, em Nova Iorque, nos Estados Unidos.

Trata-se de uma árvore que gera mais de 40 variedades de frutas de caroço, incluindo pêssegos, ameixas, nectarinas, cerejas e até amêndoas. Na maior parte do ano, ela se parece com uma árvore comum, mas na primavera, quando floresce, o que se vê é um espetáculo com uma grande variedade de formas e diferentes tonalidades de rosa, branco e lilás. Depois, ela volta a se parecer com qualquer outra árvore, até começar a dar os mais de 40 diferentes frutos. A ideia de Aken é transformar a árvore em uma obra de arte da enxertia, que possibilite sabores e cores às pessoas que habitam perto dela.

Árvore de 40 frutos
A árvore gera mais de 40 variedades de frutas, como pêssegos, ameixas, nectarinas e cerejas

Enxertia

O professor combina diferentes tipos de árvores. Elas são conectadas umas às outras por meio de uma técnica conhecida como enxertia. A ideia é promover uma associação íntima entre duas partes de diferentes plantas que continuam seu crescimento como um ser único. Como se estivéssemos implantando um novo órgão. Geralmente, são consideradas uma planta matriz, chamada de cavalo ou porta-enxerto, que garante a nutrição mineral; e o cavaleiro ou enxerto, que é a planta de características nobres que se quer reproduzir, formará a copa e dará frutos, sendo responsável ainda pela absorção da luz do sol e do carbono do ar.

Árvore de 40 frutos com flores coloridas na primavera em um museu-hotel em Bentonville, Arkansas, Estados Unidos

Idealmente, a enxertia é praticada entre espécies da mesma família e mesmo gênero na classificação botânica. A técnica costuma ser muito utilizada na fruticultura comercial, geralmente unindo árvores de uma mesma espécie. As vantagens são várias: agilidade na produção, redução do tamanho da planta, preservação de variedades nobres e renovação pomares em declínio.

Projeto interdisciplinar

O projeto de Sam teve início há nove anos, e conta com árvores espalhadas por diversos pontos dos Estados Unidos. O número 40, presente no nome da obra, faz referência ao infinito, simbolismo presente na cultura e tradições ocidentais. O professor conta que um pastor na Califórnia já realizou uma cerimônia utilizando a Árvore das 40 frutas como representação simbólica da Árvore da Vida. Conceitualmente, sua busca é discutir questões como engenharia genética, biodiversidade contra a monocultura de alimentos, e, em última instância, a simbiose da relação da humanidade com a natureza.

“Eu vejo a Árvore das 40 frutas como um trabalho artístico, uma pesquisa científica e como uma forma de preservação. Como obra de arte, ela busca mostrar o que acontece e transformar o dia a dia. Como pesquisa, ela cria uma das primeiras linhas do tempo de quando essas variedades florescem relacionadas às outras, o que é importantíssimo se considerarmos a polinização. E finalmente, como forma de conservação, resgatando espécies nativas, preservando sua herança e enxertando-as nas árvores das 40 frutas. Espalhando elas pelo país, criando minha maneira de contribuir com a diversidade e preservação”, explicou Sam durante apresentação realizada do Tedx Manhattan

Fotos: Sam Van Aken


Recomendados
Agropecuária

Como produzir com a lógica da abundância

Experiências bem-sucedidas demonstram a eficáci...

Gerais

Um é pouco, dois é pouco, três é pouco

Milho, arroz e trigo constituem mais de 50% das...

Agrotóxicos e Fertilizantes

Brasil: liderança no uso de agrotóxicos

Maior consumidor mundial, país autoriza o uso d...

Gerais

Quem alimenta os brasileiros?

Apesar do agrobusiness ocupar mais terras, são ...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *