fbpx
Logo portal NAMU
HOME » Sustentabilidade » Florestas » Gerais

Gerais

Salve a Mata Atlântica, #boraplantar

Muda-SP e Instituto Kairós promovem segundo mutirão de plantio de mudas no extremo sul de São Paulo
Bruno Torres
27/09/19

Com o objetivo de recuperar áreas de mananciais no extremo sul da cidade de São Paulo, o movimento #boraplantar organiza mais um mutirão de plantio. A iniciativa reúne grupos da sociedade civil que lutam para preservar o que ainda resta de Mata Atlântica no município e conter a degradação de regiões essenciais para o abastecimento de água na capital.

Dessa vez, a propriedade escolhida para ser reflorestada pertence ao agricultor Zé Mineiro, que cultiva cana-de-açúcar orgânica e produz cachaças artesanais no local. Chamada de #boraplantar ZE MINEIRO, essa segunda ação tem como objetivo mostrar aos paulistanos que para enfrentar a crise de abastecimento de água, não adianta mais só economizar água. É crucial também participar de ações eficazes que possam produzir água.

movimento #boraplantar

“Nesse momento de crise hídrica em que estamos entrando, está cada vez mais nas mãos dos cidadãos a possibilidade de minimizar os efeitos de uma gestão sem planejamento algum” destaca Carol Ramos, do Muda-SP. A ativista do projeto pontua também a importância de convocar os paulistanos a entrar em ação e conhecer de perto essas alternativas para combater a falta d’ água.

“Através do reflorestamento de matas ciliares em regiões de nascentes e rios, queremos proteger o solo e a água em focos de vulnerabilidade” conta Ramos. A iniciativa pretende mostrar a importância do plantio de árvores também para a produção de alimentos e de energia. Segundo ela, esse é o segundo evento de uma série de mutirões previstos para o ano de 2015.

Foram doadas 300 mudas pela prefeitura de São Paulo através da Casa de Agricultura de Parelheiros. A propriedade do Zé Mineiro está na Bacia do Guarapiranga, extremo sul da cidade de São Paulo.

O primeiro mutirão #boraplantar foi realizado em Parelheiros no mês de dezembro de 2014 e levou a mensagem de alerta sobre o perigo do PL219/2014, o qual foi sancionado pelo governador Geraldo Alckmin no dia 14 de janeiro de 2015. O projeto de lei que teve aprovação quase unanime dos deputados da Assembléia Legislativa do Estado de São Paulo pode prejudicar de maneira intensa a preservação do meio ambiente em um Estado tomado pela crise hídrica e a ação humana.

Chamado de "PL do Desmatamento", a aprovação da nova lei pelo governador Geraldo Alckmin prejudica a necessidade urgente de conservação, recuperação e reflorestamento das matas. A regularização do uso do solo e de atividades em áreas de preservação ambiental, além de diminuir a recuperação de APPs (Áreas de Preservação Permanente), deixando desprotegidas as matas ciliares de rios, represas e nascentes em São Paulo, é uma das principais razões para o esgotamento dos recursos hídricos que ainda restam. Para saber mais informações sobre o mutirão é possível acessar a página do evento no Facebook e contatar a equipe organizadora.


Recomendados
Gerais

A grande vitrine dos produtos naturais

Feiras apresentam novidades da agroecologia, or...

Gerais

Você sabe para que servem as abelhas?

ONG luta para preservar os insetos responsáveis...