fbpx
Logo portal NAMU
HOME » Sustentabilidade » Cidades » Abastecimento

Cidades

Jogo Cantareira Quest desafia usuários a resolver a crise hídrica de São Paulo

O game feito por Rodrigo Bastos e Gabriela Lima é gratuito e pode ser baixado em tablets e smartphones com o sistema Android
Bruno Torres
27/09/19

O Sistema Cantareira é o maior fornecedor de água na cidade de São Paulo e em mais dez municípios da região metropolitana. Desde março de 2014, por razão de uma crise hídrica histórica, a água do reservatório que tem sido repassada para a população é coletada do volume morto, ou seja, abaixo do nível de normalidade.

Em meio a esse cenário de crise, foi lançado esse mês o jogo Cantareira Quest. Trata-se de um game gratuito para tablets e smartphones com o sistema Android. O objetivo é gerar um maior engajamento ecológico nos jogadores, usando um contexto real.

No jogo, o personagem sobrevoa a represa em um avião e coleta a água das nuvens para abastecer o Cantareira. Ele também desvia de obstáculos como o Sol, correntes e até um avião comandado pela Argentina, um dos personagens do jogo. Além disso, é possível completar mais de 30 missões para desbloquear outros personagens com nome de estados brasileiros e de países. Em alguns casos, eles podem ter poderes especiais. Um exemplo é o Acre, que tem o poder de ficar invisível.

O Cantareira Quest foi lançado pelo site de games do Brasil, Click Jogos, líder no segmento de jogos. Ele foi desenvolvido pelos programadores Rodrigo Bastos e Gabriela Lima. Essa é a primeira experiência dos profissionais como criadores de games.

Captura de tela do jogo Cantareira Quest

O cenário do jogo é gerado aleatoriamente com base em um algoritmo, chamado de jogo endless runner. Dessa forma, o usuário tem a garantia de que em cada partida vai encontrar diferentes desafios.

“Desde o começo do ano, por muito tempo não se falava de outra coisa. Querendo ou não, o assunto da seca se tornou parte do dia a dia, parte da definição de o que era ser paulista” afirma Lima.

"É um assunto que todo mundo conhece, e, principalmente com a ameaça de racionamento e com as tensões políticas envolvendo o tema, se tornou um assunto muito pesado de se falar”, acrescenta Bastos.

Os criadores também afirmam que fazer um aplicativo com esse tema tão comentado e negativo é uma maneira de encarar o assunto de forma mais leve e assim tornar as pessoas mais conscientes em relação à utilização dos nossos recursos hídricos.

Veja também:
A crise de água no Sistema Cantareira
Preservar é a saída para a crise da água
Solução para a crise da água em São Paulo


Recomendados
Poluição

Tipos de poluição: como o excesso de estímulos prejudica a saúde

Os diversos tipos de poluição das grandes cidad...

Gerais

Paulo Ito e o grafite que incomoda

Artista expõe em suas obras situações problemát...