Namu é

Conheça mais sobre o NAMU

Saiba mais sobre

Exercícios melhoram atividade cerebral

Um bom condicionamento estimula as habilidades cognitivas e diminui os riscos de demência

skeeze / Pixabay / CC0 Creative Commons

Pessoas que se exercitam com frequência possuem maior volume de massa cinzenta no cérebro

Praticar atividades físicas pode diminuir os riscos de demência, diabetes e hipertensão, além de estimular a atividade cerebral. A demência é a perda das habilidades cognitivas que atinge, principalmente, pessoas acima de 40 anos. Ela pode afetar a memória, o raciocínio, a linguagem e o comportamento. A maioria dos tipos de demência é degenerativa, isso significa que os prejuízos se agravam com o tempo e tendem a ser irreversíveis.

Pesquisa recente publicada pelo Colégio Americano de Médicos sugere que praticar exercícios altera a estrutura do cérebro por aumentar o volume de massa cinzenta (1), o que diminui a probabilidade de desenvolvimento de Alzheimer. Cerca de 20 mil pessoas foram analisadas e aqueles que foram considerados pelos pesquisadores com melhor aptidão cardiorrespiratória apresentaram menor probabilidade de desenvolver demência após os 65 anos.

Alteração da estrutura do cérebro

É possível associar a boa condição física à plasticidade cerebral, sugere estudo. Pessoas que se exercitam com frequência tendem a ter maior volume de massa cinzenta, a qual é responsável pelo controle muscular e pela percepção sensorial, como visão e audição, memória, emoções e fala.

“Estudos sobre os efeitos da atividade física na meia idade e sobre os níveis de condicionamento físico na estrutura e funções cerebrais podem elucidar o mecanismo do efeito protetor do condicionamento físico”, explicou Laura DeFina,uma das pesquisadoras, ao site especializado em pesquisas médicas Med Page Today.

Por mais consistentes que tenham sido os resultados apresentados pelo estudo, não é correto afirmar que a prática de exercícios combate a demência, mas uma relação deve ser considerada. A prática de atividades físicas pode contribuir para a extinção de fatores que podem vir a gerar a demência, como diabetes, hipertensão, diminuição da quantidade de neurônios, entre outros.

Menor probabilidade de Alzheimer

Conforme pesquisa realizada pela Associação Americana de Alzheimer e publicada em março de 2013, 1 em cada 3 americanos morre com algum tipo de demência nos Estados Unidos (2). O Mal de Alzheimer é o tipo mais conhecido de demência. No Brasil, estima-se que 300 mil pessoas tenham a doença, como divulgou a Associação Brasil Parkinson (dados de 2013).

Quase 20 mil participantes, com idade média de 40 a 50 anos, passaram por um teste que avaliou seu condicionamento físico. O grupo de pesquisadores buscou dados médicos e hospitalares para ver quem tinha sido diagnosticado com algum tipo de demência nos anos seguintes ao teste inicial. O estudo durou 24 anos e avaliou a evolução dos sinais de demência em idades que variaram de 70 a 85 anos.

Observou-se que quanto maior o índice de condicionamento físico, menor a probabilidade de desenvolver Alzheimer e outras doenças que envolvem a degradação da capacidade cognitiva. Os pesquisadores, no entanto, não puderam dizer qual a quantidade ideal de atividades físicas capaz de alterar a estrutura do cérebro. Pesquisas futuras, segundo eles, têm a missão de descobrir a quantidade de exercícios físicos necessária para prevenir a demência.

Leve uma vida saudável

Mudanças cerebrais que levam à demência ocorrem de duas a três décadas antes de a doença ser detectada, relatou Richars Isaacson, diretor da Divisão de Alzheimer da Escola de Medicina de Miami Miller. “Se você está preocupado com Alzheimer ou demência, a hora de escolher um estilo de vida saudável é agora”, alerta Isaacson.

Não existe uma fórmula mágica para prevenir o Alzheimer, segundo ele, mas há evidências que indicam que os riscos podem ser reduzidos. Exercitar-se regularmente e ater-se a uma dieta com baixo teor de gordura pode ser uma boa alternativa, uma vez que isto ajuda a manter baixos os níveis de pressão sanguínea e de colesterol.  

Foto: Flickr / popofatticus


Quer iniciar a prática de alguma atividade, mas não tem tempo para ir a um estúdio? Com os cusos online do Namu, você tem a oportunidade de realizar aulas fitness, de pilates ou de yoga sem sair da sua casa e por um preço justo. Saiba mais sobre os cursos aqui.

Referências

  1. DEFINA,Laura F.; WILLIS, Benjamin L.; RADFORD, Nina B.; GAO, Ang; LEONARD, David ; HASKELL, William L.; WEINER,Myron F.; BERRY,Jarett D.The Association Between Midlife Cardiorespiratory Fitness Levels and Later-Life Dementia: A Cohort Study. The Annals of Internal Medicine. Disponível em: <http://annals.org/article.aspx?articleid=1567851>Acesso: 02 de set de 2013
  2. ALZHEIMER ASSOCIATION. New Alzheimer’s Association report reveals 1 in 3 seniors dies with Alzheimer’s or another dementia. Disponível em: <http://www.alz.org/news_and_events_facts_and_figures_report.asp>. Acesso: 02 de set de 2013