fbpx
Procurar no site Namu
Logo portal NAMU

O que é

Um corpo belo é algo que muda de cultura para cultura. Alguns povos acham bonitas determinadas partes do corpo que outros julgam menos importantes. Em seu livro, História da Beleza, Umberto Eco aponta que a ideia de belo está diretamente ligada ao desejo. Ele, que também é autor de História da Feiúra, afirma, no entanto, que a beleza física é frequentemente algo entediante.
Atualmente, nosso corpo se tornou um objeto controlado por uma variedade de técnicas disciplinares e mecanismos de comunicação. O padrão de beleza vigente valoriza um corpo mais esguio no caso das mulheres e definido no dos homens. Porém, a beleza corporal é algo profundamente subjetivo e mais sofisticado do que esses dois modelos impostos principalmente pela publicidade.
Basta dizer que a ideia de corpo perfeito é uma ilusão completa. Para uma bailarina e um halterofilista, por exemplo, a noção de corpo perfeito é totalmente oposta. O mesmo ocorre entre um maratonista e um nadador. O primeiro terá uma silhueta magra; o segundo também será magro, mas terá braços e tórax fortes. O importante foi que cada um sobre aproveitar sua melhor característica. O mesmo raciocínio serve para a beleza do corpo das pessoas comuns. Respeitar nossas singularidades físicas e procurar ter uma vida mais equilibrada pode ser uma maneira de ser belo.
Pele
A pele é o maior órgão do corpo humano. Ela age como escudo contra luz solar, é a prova d’água e atua como a primeira defesa do nosso organismo contra produtos químicos nocivos. Represente em torno de 15 a 20% do nosso peso total. Além disso, a pele exala substâncias antibacterianas que previnem a infecção e fabrica, a partir da luz do Sol, vitamina D, a qual, por sua vez, é transformada em cálcio, o que melhora a saúde dos nossos ossos.
Formada por três camadas (derme, epiderme e hipoderme), nossa pele tem uma capacidade impressionante de reconstrução.
Um ser humano adulto perde mais de 30 cm³ de partículas de pele por dia, número que supera as 600 mil partículas diárias. Um processo de cicatrização simples de ferimento com mais profundo ocorre em três fazes: inflamação, formação de tecido de granulação e remodelamento da cicatriz. Já um ferimento mais simples, apenas na epiderme, é resolvido com a produção de células que atuam na regeneração do tecido afetado.
Sistema articular
Nosso corpo também possui um complexo sistema articular. Nossas articulações dividem-se em: sinartrose, anfiartrose e diartrose. Há também uma classificação estrutural para as articulações, as quais podem ser fibrosas, cartilaginosas e sinoviais. Nas do primeiro tipo, os ossos são unidos por um tecido conjuntivo fibroso; na segunda, a união se dá pela cartilagem; na terceira, há um espaço entre os ossos, o qual é preenchido por um líquido denominado sinóvia. São as articulações que unem nossas peças esqueléticas e permitem que o crescimento ósseo ocorra sem problemas.
Pelos
Além da pele e do sistema articular, o corpo de uma pessoa adulta possui aproximadamente cinco milhões de pelos. A função desses pelos é basicamente proteger o corpo. Os cabelos, por exemplo, atuam como uma barreira contra o Sol e impactos – isso no caso das cabeleiras mais vastas. Os homens, em razão dos hormônios andrógenos, têm mais pelos na face. Conforme nossa espécie foi evoluindo, nossa quantidade de pelos diminuiu.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *