fbpx
Logo portal NAMU
HOME » Alimentação » Orgânica » Gerais

Gerais

Cestas de Natal saudáveis e conscientes

MST e Casa Jaya oferecem produtos que podem dar mais sentido e bem-estar para as festas de fim de ano
Da redação
30/01/15

Final de ano é sinônimo de comilança. As ceias de Natal e de Ano Novo sempre são recheada de pratos e bebidas nada saudáveis. Na contramão dessa realidade, cestas natalinas diferentes inovam nos artigos e dão a chance para quem possui restrições alimentares ou mesmo vontade de fortalecer o movimento da produção agrícola familiar.

A cesta de natal com produtos da reforma agrária é um projeto organizado pela central do MST (Movimento dos Trabalhadores Sem Terra), em São Paulo, que oferece ao consumidor produtos saudáveis originados da agricultura familiar de assentamentos espalhados pelo Brasil. “Essa cesta é vendida não pelo fato de visar o lucro e sim a qualidade de vida dos trabalhadores, tanto os produtores quanto dos consumidores” diz Ricardo Barbosa Lima militante do movimento.

Lima ressalta que a compra é também um ato de consciência, já que é sabido pela população que a agricultura convencional excede o uso dos agrotóxicos. “Além de se tratar de produtos mais saudáveis, essa compra fortalece demanda real e concreta que é a necessidade de realizar a reforma agrária”, completa. Segundo ele, cerca de 50% dos itens são totalmente orgânicos e a outra parte está em processo de transição. Os 17 produtos escolhidos para fazer parte da cesta são feitos por cooperativas de diversos estados brasileiros.

“Esse é o primeiro ano de venda da cesta e por isso atenderemos apenas na cidade de São Paulo e na região metropolitana”, conta Lima. Para quem tiver interesse em saber como comprar, o site do movimento possui o telefone de contato e e-mail para encomendas.

Como incentivar essa rede?

Durante o ano todo, os produtos feitos pelas famílias assentadas podem ser adquiridos pelos consumidores que quiserem fortalecer a iniciativa. “Quem mora perto das cooperativas espalhadas pelo país pode se articular diretamente com os produtores. Em São Paulo, temos como ponto de venda o escritório de comercialização do MST que fica na Barra Funda”, explica o militante.

Quando dizem que os produtos orgânicos são mais caros, Ricardo Barbosa Lima afirma que no caso dos produtos feitos por essas comunidades, os preços resultam da seguinte conta: a busca pelo pagamento justo aos produtores, mas que também não seja muito alto consumidor. “Os produtos orgânicos têm essa dificuldade: vai para a mesa com um valor muito alto, mas estamos trabalhando para baixar esse valor e para que cada vez mais gente tenha acesso”, finaliza.

A maior dificuldade do MST, segundo explica Lima, reside na logística e distribuição dos alimentos produzidos em locais afastados do Brasil. Em 2014, o movimento passou a fazer parte do PNAE – Programa Nacional de Alimentação Escolar. Agora, o grupo fornece alimentos para a merenda escolar da cidade de São Paulo. “Esses programas facilitam e viabilizam a comercialização estimulando os assentados a produzirem porque há a certeza de compradores” comenta. Lima diz também que a capacidade dos assentamentos é enorme e aumenta conforme a demanda.

Natal para veganos

A Casa Jaya, espaço que promove atividades culturais e gastronômicas, também lançou uma cesta diferente. A iniciativa foi criada com a finalidade de atender ao público vegano que fica refém do cardápio tradicional das ceias de final de ano. “O Natal é uma situação em que as pessoas precisam se encontrar, por isso tivemos a ideia da cesta para que a pessoa vegana possa mostrar que essa opção é tão boa quanto aquela que contém os produtos convencionais” afirma Rafael Ravi, colaborador do local.

Cesta de Natal do Movimento dos Sem-Terra

Quando se compara a cesta vegana com aquelas vendidas no mercado, Ravi aponta que a diferença principal está no valor nutricional dos alimentos. “Cerca de 70% dos produtos da cesta são orgânicos e, além de veganos são integrais, rico em nutrientes e vitaminas, grãos e alimentos funcionais que complementam esse tipo de dieta. Nós sabemos que há muita dificuldade quando adota-se a alimentação vegana e a cesta foi pensada com objetivo de dar opções para esse publico”.

A cesta, além dos ingredientes que podem ser encontrados no site da Casa Jaya, possui uma caixa de incenso de olíbano. “Esse é um detalhe que colocamos para por em questão o fator espiritual do Natal” comenta Ravi. Ele diz que o momento faz com que as pessoas apenas gastem com presentes, comam em excesso e se esqueçam de que se trata de uma data voltada à espiritualidade e à reflexão.

“Nós priorizamos o silêncio interno como uma ferramenta de bem-estar e acreditamos que a meditação, independente da crença, pode fazer com que as pessoas se tornem seres melhores para o planeta”, completa.

Para quem tiver interesse, há duas opções diferentes de cestas, uma maior que a outra, mas ambas com produtos totalmente veganos e naturais. Os itens podem ser encontrados no site da Casa Jaya. Na página há também os contatos para encomendas e os ingredientes e valores para esse presente de Natal diferente.


Recomendados
Gerais

Alimentos naturais saudáveis na comida brasileira

Legumes, verduras e frutas são alimentos natura...

Gerais

Coloque mais cultura no seu prato

Devorado pela selva de pedra, o cambuci ressurg...