fbpx
Procurar no site Namu
Logo portal NAMU
HOME » Corpo e Mente » Meditação » Mindfulness

Meditação

Benefícios da meditação para o cérebro

Neurocientista Sara Lazar associa os benefícios da meditação mindfulness às atividades cerebrais
Da redação
18/09/15

Um dos muitos benefícios da meditação é o de alterar a estrutura física do cérebro e otimizar muitas de suas funções - como a concentração e a coordenação motora.

A afirmação acima é da neurocientista norte-americana Sara Lazar, pesquisadora do departamento de psiquiatria do Massachusetts General Hospital, em Boston, e instrutora em psicologia na Harvard Medical School.

Pioneira no uso de imagens da atividade cerebral para investigar os efeitos e benefícios da meditação, Lazar observou em suas pesquisas que há um espessamento na massa cinzenta em áreas do cérebro relacionadas à atenção e aos sentidos de quem pratica meditação.

Os estudos prosseguem para entender o que esse aumento na massa cinzenta significa. Abaixo, você vai entender como ocorrem os benefícios da meditação, em especial o mindfulness, para a plasticidade cerebral e seus efeitos para a saúde. Confira!

Mindfulness: benefícios aqui e agora

A meditação mindfulness, também chamada de atenção plena, é a técnica escolhida por Lazar para suas pesquisas sobre os benefícios da meditação.

Com base em um exercício de atenção aos sentidos, a técnica tem como foco estar no momento presente, explicou a neurocientista em palestra realizada em São Paulo.

Lazar esteve no Brasil para o Seminário Internacional Neurociência e Meditação, realizado pela Associação Palas Athena.

“A técnica da atenção plena tem como foco a respiração, as sensações corporais e os estímulos sensoriais. Não se busca um estado de transe. O objetivo é uma concentração plena no momento presente”, diz a pesquisadora.descubra os benefícios da meditação

Dor e estímulos físicos em geral criam dois impulsos no cérebro, explica Lazar: um que identifica a sensação e outro que a classifica como sofrimento e prazer. “São diferentes partes do cérebro que podem ser separadas conscientemente”, declara.

Em um de seus experimentos, realizado com pessoas que tinham começado a meditar recentemente e indivíduos que nunca haviam meditado, testava-se o grau de desconforto no contato com um objeto quente.

Através de análises encefalográficas, via-se que o primeiro grupo – de praticantes de meditação - sentia igualmente a dor, mas se incomodava menos com isso do que os do segundo grupo, que tentava controlar a dor e evitar sensações.

Portanto, uma dos primeiros benefícios da meditação aparentes em seu estudo foi a menor experiência de sofrimento com base nos mesmos fatores estressores.

Mas não é apenas isso. Outros estudos e práticas demonstram que há ainda mais benefícios da meditação mindfulness. Entre eles, podemos citar:

  • aumento do foco e concentração;
  • diminuição de ansiedade e estresse;
  • melhora do desempenho diário;
  • bem-estar e qualidade de vida.

Mas o que é mindfulness?

Para compreender melhor os benefícios da meditação, é importante conhecer o mindfulness e como ele atua em nossas vidas.

O estado de mindfulness tem sido definido no Ocidente como aquele que envolve estar intencionalmente atento para as experiências internas e externas. As experiências que ocorrem no presente momento sem julgar nosso fluxo de pensamentos.

Para o yoga e o budismo, o mindfulness ocorre quando atingimos um estado meditativo plenamente consciente do momento presente.

Essa capacidade de ser autoconsciente produz, por sua vez, um estágio de intensa concentração sobre os próprios processos de pensamento. É, portanto, uma experiência profunda de autoconsciência.

A prática do mindfulness também pode ser definida como a consciência clara e sincera do que realmente acontece para nós e em nosso interior nos momentos sucessivos de percepção.

 

No jargão terapêutico, esse tipo de meditação é descrito como “atenção contínua”.

Alguns autores, no entanto, a definem como “estado de consciência e atenção viva” ou o “estar desperto à realidade presente”.

Do ponto de vista fisiológico, a meditação mindfulness pode ser entendida como um estado alterado de consciência, no qual o organismo se encontra em uma condição hipometabólica. Isso ocorre quando o praticante dessa modalidade atinge conscientemente um profundo relaxamento, mas sem sono.

O mindfulness também pode ser entendido como uma prática que se utiliza de alguma técnica específica (claramente definida), que envolve o estado alterado de consciência com relaxamento muscular em algum ponto do processo. É, dessa forma, necessariamente autoinduzido e gerado pelo artifício da autofocalização mental.

Benefícios da meditação: ansiedade e depressão

Muitos males psicológicos são causados por “prisões temporais”, afirma Lazar. A depressão, segundo ela, é a prisão do passado, em que arrependimentos e pensamentos negativos sobre o que já aconteceu desestimulam o presente.

Já a ansiedade seria a prisão criada pelo futuro, na qual o que ainda está por vir - na forma de medo da derrota e antecipação dos problemas - tiraria o foco da pessoa do que acontece com ela no momento presente.

Outra semelhança entre os dois males (depressão e ansiedade) é a “mente que julga”.

Não é apenas a lembrança ou a antecipação de acontecimentos, mas sim o julgamento sobre eles que causaria o mal-estar psicológico.

Nestes casos, os benefícios da meditação mindfulness é o foco para o aqui e o agora e a eliminação do julgamento, explica a pesquisadora.

Meditação: benefícios em terapia complementar

Contudo, Lazar explica que em raros casos as pessoas se dizem curadas pelos benefícios da meditação.

A prática é recomendada, de acordo com a pesquisadora, como terapia complementar para problemas psicológicos como estresse, dor crônica, vício e pânico.

Em seus experimentos, Lazar afirma ter percebido efeitos negativos da meditação apenas em quem apresenta problemas mentais graves.

Nestes casos, recomenda que haja sempre o acompanhamento de um médico e que se avance bem devagar, pois meditar pode trazer à tona emoções profundas.

Curso de mindfulness online

Agora que você sabe um pouco mais sobre os benefícios da meditação, em especial o mindfulness, que tal conhecer na prática seus efeitos que vão muito além da plasticidade neuronal?

Além de ser baseado nas mais recentes pesquisas científicas, o curso online de mindfulness: meditação em movimento traz exercícios que passo a passo te levam para uma prática leve, fluida e benéfica. Garanta agora mesmo seu curso e pratique onde e quando quiser. 


Recomendados
Meditação

Meditação vipassana: conheça os benefícios

A prática da meditação vipassana ajuda a desenv...

Meditação

Budismo zen e meditação

Quando a meditação é desenvolvida no budismo ze...

Meditação

Mindfulness: meditação contra a obesidade

As técnicas de mindfulness têm sido empregadas ...

Gerais

Saulo Fong: benefícios da meditação

Uma explicação clara dos benefícios da meditaçã...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *