fbpx
Procurar no site Namu
Logo portal NAMU

Regressão

O que é

Tratamento que afirma ser possível entrar em contato com memórias passadas e assim descobrir onde reside o ponto central de um determinado trauma. Para os psicoterapeutas que utilizam esse método, a terapia de regressão ajuda o paciente a reviver situações e acessar emoções que estão guardadas no inconsciente. Esse retorno ao universo emocional arquivado em nossa memória pode, segundo os praticantes desse tipo de terapia, libertar os indivíduos de amarras psicológicas.
A regressão é considerada uma técnica psiquiátrica valiosa por muitos profissionais da área. Já terapia de regressão que afirma acessar vidas passadas é vista com certo cuidado. Nesse tipo de tratamento, os psicoterapeutas acreditam que o paciente vai, através da hipnose, ter acesso a memórias de vidas passadas. Embora a pessoa, após uma sessão de terapia de regressão, diga que tenha recordado eventos ocorridos em vidas passadas, não é possível provar cientificamente que tal conhecimento seja verdadeiro.
É muito provável que as memórias acessadas durante a hipnose sejam, na verdade, experiências da vida atual do paciente. Elas apenas aparecem transformadas pela imaginação ou até mesmo por sugestões intencionais ou não do hipnotizador.
A comunidade científica acredita que tais memórias são fruto de uma capacidade mental chamada criptomnésia, a qual permite guardar inconscientemente certos fatos, os quais podem se manifestar inesperadamente e acabam modificados por nossa imaginação. Para muitos estudiosos do funcionamento da mente, tais memórias de vidas passadas são apenas produto da construção cultural do indivíduo e, muita vez, autoengano. Isso ocorre porque algumas de nossas memórias são verdadeiras, outras são uma mistura de realidade e fantasia e muitas outras são simplesmente falsas.
A terapia de regressão de vidas passadas implica também acreditar em reencarnação. Isso, no entanto, é mais uma questão de fé do que algo que possa ser cientificamente provado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *