Criação

Danças circulares. Desde os tempos antigos, o desenvolvimento psicológico do indivíduo implica em um constante ajuste da psique aos arquétipos ordenadores, nas suas dimensões conscientes e inconscientes. Milênios de anos atrás, os arquétipos correspondiam às matrizes míticas de um povo ou de uma cultura. O mito era transmitido, normalmente, partindo de um ponto, tinha uma narrativa, muita vez circular. As manifestações a respeito das forças sobrenaturais se davam de diversas maneiras, mas as danças circulares mostram-se como uma das mais antigas manifestações humanas em homenagem a essas potências. Inscrições rupestres datadas de 15.000 a.C., encontradas na França, indicam que os feiticeiros dançavam em círculos, vestidos em pele de animal, tentando seduzir cervos, o que seria possivelmente um ritual de caça. Na ocasião, as danças eram consideradas sagradas, por constituírem-se como imitações de modelos arquetípicos. Nos períodos Mesolítico e Neolítico, as danças circulares apareciam relacionando-se ao sagrado de formas variadas, desde aquelas feitas para a chuva até para pedir a cura de algum doente. Em períodos mais recentes, a relação com o sagrado parece perder força, mas encontraram-se registros datados de 6.000 a.C., no Egito, quando os indivíduos dançavam a dança da Estrela, com o intuito de manter a ordem celeste. Na Grécia, os rituais de amassar as uvas para se fazer o vinho eram regados à música e dança, que contagiavam a todos, em conexão com o deus da dança, do teatro e do vinho Dionísio. No Brasil, os rituais de se amassar o trigo ocorria de forma semelhante, herança indígena. Há também inúmeras danças circulares provenientes da nossa herança africana.

Energia vital. O poder da dança como energia vital era observado nas culturas antigas, nas quais se percebia a capacidade que ela possui de oferecer a força criativa que favorece o contato com as emoções de forma corpórea e concreta, sendo terapêutica.

Vivencie

Palestras e Entrevistas

Balé para crianças

Balé para crianças
Palestras e Entrevistas

Dança contemporânea

Dança contemporânea
Guia

Instituto Brincante

Instituto Brincante

Para pensar

A tecnologia está acabando com as terapias vinculadas à dança?

Justamente pelo fato de o corpo estar muito cindido da mente, pela supervalorização da razão e desconexão com a totalidade, há uma demanda muito grande para práticas alternativas que favoreçam esta ...

VEJA MAIS

Possibilidades

veja mais sobre o tema