fbpx
Procurar no site Namu
Logo portal NAMU
HOME » Alimentação » Funcionais » Gerais

Funcionais

10 ingredientes brasileiros sem glúten

Proteína presente em grãos como trigo e aveia pode ser de difícil digestão e provocar alergias
Da redação
27/09/19

A dieta sem glúten entrou na moda. Antes restrita aos que têm alergia a essa proteína, presente em vários cereais, ela passou a ser considerada uma opção para quem procura uma alimentação mais equilibrada. Mas o que é o glúten e por que ele está sendo retirado da alimentação?

“O glúten é uma proteína encontrada no trigo, na aveia, no centeio, na cevada e em seus derivados, como pães, bolos, macarrão, cerveja e diversos outros produtos”, explica a nutricionista Camila Zancheta, da Universidade de São Paulo (USP). A princípio, não há comprovação de que a proteína faz mal para todas as pessoas, mas apenas para um grupo restrito que tem intolerância ao glúten, conhecida como doença celíaca. “É preciso salientar que a indicação desse tipo de dieta está restrita a pessoas que apresentam intolerância ou alergia ao glúten. Não há nenhuma evidência de que a retirada do glúten em pessoas saudáveis traga benefícios”, afirma a nutricionista.

O glúten é uma proteína de difícil digestão e, por causa disso, dependendo da sensibilidade de cada organismo, a má digestão decorrente de sua ingestão pode provocar inflamação no intestino. Por isso, pessoas portadoras de doenças intestinais, como retocolite ulcerativa e doença de Crohn podem se beneficiar da dieta sem glúten. De acordo com a nutricionista Débora Sorgi, “ao evitar o glúten, proporcionamos uma melhora geral no funcionamento do corpo; os nutrientes que antes encontravam a barreira inflamatória causada pelo excesso de glúten no intestino passam a ser melhor absorvidos e as funções ficam mais completas”.

Alimentos sem glúten

A principal dificuldade da dieta é substituir o famoso pãozinho e outros alimentos que levam farinha de trigo, como macarrão, bolos e bolachas. O trigo integral também tem glúten. Com isso, perde-se uma fonte importante de carboidratos. Uma das opções é comprar produtos feitos com farinhas especiais, mas o custo pode ser maior. Alimentos que fazem parte da dieta tradicional do brasileiro como arroz, feijão, carnes, frutas, verduras, legumes, leite e ovos são uma alternativa sem glúten que não pesa no bolso.

Elaboramos uma pequena lista de alimentos típicos de nossa culinária livres de glúten:

1 - Arroz
A farinha de arroz é uma ótima substituta para a farinha de trigo em receitas de bolos e tortas, além de ser encontrada facilmente em grandes supermercados e hortifrutis. Outra dica: lojas de produtos japoneses possuem uma variedade de produtos feitos com arroz, como macarrão e vários tipos de bolachas, porque o ingrediente é base da culinária oriental.

2 - Milho
O milho não contém glúten e, portanto, alimentos feitos a partir desse ingrediente também não, como pipoca, pamonha, curau, canjica.

Espiga de milho

3 - Fubá
A farinha fina que vem do milho é ingrediente básico do angu. Algumas receitas de bolo de fubá dispensam a farinha de trigo. A farinha de milho mais granulosa é usada para preparar polenta.

4 - Mandioca
Um dos alimentos sem glúten mais versáteis pode ser saboreado logo no café da manhã, com sal e manteiga, substituindo o pão, como fazem no Nordeste, ou então ser parte de inúmeras receitas: escondidinhos, bolinhos, bobós, sopas, bolos, pães, pudim etc.

5 - Polvilho
Ingrediente que também vem da mandioca. Existem dois tipos: o polvilho doce e o azedo. É desse último que vem a tapioca, ótimo substituto para o pãozinho do café da manhã. A massa da tapioca pode ser encontrada em qualquer supermercado e o preparo é muito simples. Pode ser feita com recheio doce ou salgado. É do polvilho que também vem o pão de queijo.

6 - Batata
Aproveite para prepará-la das formas mais variadas possíveis: assada, como purê, recheada e acompanhando aves, peixes e carnes.


Batata está na lista, por isso aproveite para prepará-la assada, recheada ou como purê 

7 - Amido de milho
Sequilhos e bolachinhas, que muitas vezes são preparadas apenas com amido de milho, são livres de glúten. Algumas receitas de bolo também substituem a farinha de trigo pelo amido.

8 - Amendoim/castanhas
Nenhum desses alimentos possui glúten. Devem ser consumidos com moderação por serem calóricos.

Pote com amendoins

9 - Soja
A farinha de soja pode ser usada como substituta da farinha de trigo em algumas receitas. Mas é interessante, para quem tem alergia à lactose, utilizar o “leite de soja” em receitas e bebidas (como vitaminas) em substituição ao leite.

10 - Frutas
Variar o cardápio e conseguir incorporar uma grande gama de frutas à mesa é uma dica excelente para uma dieta equilibrada. Para os que apresentam intolerância ao glúten é ótima alternativa.

Cacho de bananas

Foto 1: liz west / Flickr: Muffet / CC BY 2.0
Foto 2: Keith McDuffee / Flickr: Gudlyf / CC BY 2.0

Foto 3: Christian Schnettelker / Flickr: manoftaste.de / CC BY 2.0
Foto 4: Thinkstockphotos


Recomendados
Funcionais

Alimentos fermentados: o que são e como fazer em casa

De acordo com a chef Silvia Corbucci, alimentos...

Funcionais

Caqui: benefícios e como acrescentá-lo em seu cardápio

Preferido no paladar dos brasileiros, o caqui t...

Funcionais

Abacate: a fruta que é fonte de saúde e beleza

Nutritivo e rico em vitaminas, o abacate pode s...

Funcionais

Mangostin: a fruta com sabor inesquecível

Considerada a "fruta da rainha", o mangostin, t...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *