Na prática

Repetição: A meditação cristã é baseada na repetição de uma palavra. Normalmente se utiliza maranatha, advinda do aramaico, língua original de Jesus, que pode ser traduzida como “Vinde a mim, Senhor!”.

Verbalização: As palavras são repetidas continuamente, buscando um estado de calma interior, sem pensamentos ou imagens. As sílabas são repetidas com igual duração: ma-ra-na-tha.

Postura/Duração/Regularidade: De olhos fechados e com a coluna ereta, o praticante repete internamente e continuamente durante 20 a 30 minutos diariamente, pela manhã e ao final da tarde. O objetivo é atingir um estado de comunhão com Deus. A postura pode variar de sentado em uma cadeira com encosto reto, ajoelhado em um banco de oração, sentado no chão ou em uma almofada firme.

Mantra: Para a tradição cristã, a meditação seria como um “orar sem cessar”. Tal repetição é chamada de disciplina do mantra. Nesse estado se fala de abandonar os pensamentos para vivenciar a realidade tal como ela.

Vivencie

Palestras e Entrevistas

Dom Laurence: cultivar a qualidade da atenção

Dom Laurence: cultivar a qualidade da atenção
Palestras e Entrevistas

Meditação cristã nas escolas

Meditação cristã nas escolas
Palestras e Entrevistas

Meditando com as crianças

Meditando com as crianças

Para pensar

É possível conciliar a meditação cristã com as práticas orientais?

A recuperação histórica da meditação cristã permite localizar muitos pontos de contato entre as práticas meditativas orientais, presentes em tradições mais antigas do que o cristianismo, e a forma c...

VEJA MAIS

Possibilidades

Esportes

veja mais sobre o tema