fbpx
Logo portal NAMU
HOME » Estética » Corpo e Pele » Gerais

Estética

Creme anti-idade funciona?

Ele promete verdadeiro milagre, mas é preciso saber o que esperar de fato de um creme anti-idade
Da redação
16/02/20

Ele promete um verdadeiro milagre, como acabar com as rugas, flacidez, hidratar e clarear a pele. Com tantos benefícios, o creme anti-idade mais parece um elixir da juventude do que propriamente um dermocosmético. E isso, é claro, tem atraído a atenção de milhares de consumidoras desejosas em manter uma aparência bonita e jovial apesar da idade cronológica.

Mas, será que o creme anti-idade funciona realmente?  Vale a pena investir centenas de reais nesse tipo de produto? É o que você vai descobrir no artigo a seguir. Acompanhe!

O mercado anti-idade

Segundo relatório publicado no site Research and Markets, o faturamento do mercado antienvelhecimento deve aumentar cerca de 6,5% até 2024. E isso está ligado ao aumento global da expectativa de vida. Com um maior número de pessoas envelhecendo ao redor do mundo, é normal que se busque por alternativas capazes de retardar os sinais do envelhecimento.

o que é creme anti-idade?

Atualmente o mercado anti-idade é dominado por marcas renomadas como Olay (Procter & Gamble), L'Oreal, Adcos e Natura. Porém, com base na demanda na indústria de beleza, ainda há ainda espaço para novas tecnologias, capazes de alcançar todos os tipos de pele.

Ainda segundo o relatório, entre os maiores consumidores de creme anti-idade estão os países asiáticos. Japão, China, Índia e Cingapura registraram em 2019 um crescimento superior a 8,5% em vendas de produtos antienvelhecimento.

Afinal, o que é um creme anti-idade?

Em alta no mercado de beleza, o creme anti-idade possui uma combinação de ingredientes que ajudam na renovação celular, na hidratação e clareamento da pele. Além disso, o produto também estimula a produção de colágeno e alguns também oferecem proteção solar.

Entre as principais substâncias encontradas nesses cosméticos estão a vitamina A, vitamina C e ácido glicólico. Enquanto a primeira combate o fotoenvelhecimento, atua na renovação celular e no estimulo à produção de colágeno, a segunda é um poderoso antioxidante, que combate os radicais livres e por consequência, o envelhecimento cutâneo precoce.

Já o ácido glicólico é uma substância muito utilizada por dermatologistas para clarear manchas e tratar cicatrizes causadas por acnes e estrias. Ou seja, esses ingredientes naturais deixam a pele mais uniforme, lisa e com uma aparência bem mais jovem. Alguns cremes anti-idade, por exemplo, prometem o rejuvenescimento facial de cerca de 10 anos com algumas semanas de uso.

Mas será que o creme anti-idade funciona mesmo?

Depende de uma série de fatores, que vão desde ao produto adequado para o tipo de pele até mesmo da alimentação adotada no dia a dia. Isso porque nenhum creme anti-idade por si só é capaz de realizar milagres. Na realidade, eles atuam como potencializadores da sua rotina de cuidados com a saúde e a beleza.

benefícios do creme anti-idade

De nada adianta, por exemplo, investir tempo e dinheiro utilizando produtos antienvelhecimento e ter hábitos alimentares nada saudáveis. Ou então, gastar uma pequena fortuna em cremes anti aging e continuar se expondo ao sol sem proteção solar. Segundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia, o envelhecimento cutâneo também está ligado ao estilo de vida da pessoa.

Embora os cremes anti-idade tenham evoluído bastante nos últimos anos, não se engane: nenhum deles é de fato capaz de acabar com as rugas. Contudo, eles podem sim melhorar a saúde e beleza da pele. Afinal de contas, o uso regular desses produtos promove hidratação, brilho e até uma pele mais firme. Porém, até certo limite.

Para continuar tendo uma pele jovem e bonita com o passar dos anos, é necessário que os cuidados com a pele se iniciem por volta dos 25 anos de idade. Nessa fase da vida, o recomendado é utilizar hidratantes que contenham antioxidantes e caprichar na proteção solar para evitar manchas. Além disso, pode-se também adotar produtos que estimulem a produção de colágeno.

Quanto aos hábitos alimentares, estes devem ser os mais saudáveis possíveis, com a restrição ou o abandono de refrigerantes, bebidas alcoólicas, alimentos industrializados, sal, frituras, pães brancos e massas com glúten e xarope de milho. Isso porque tais ingredientes favorecem o surgimento da acne, que causa manchas e cicatrizes na pele.

E o que fazer quando os sinais de envelhecimento já são visíveis?

Dependendo dos sinais de envelhecimento apresentados, o ideal é tornar o creme anti-idade um tratamento complementar e combiná-lo com algum procedimento estético, como peeling facial, aplicação de toxina botulínica ou cirurgia plástica, por exemplo.

Além disso, cabe ressaltar que mesmo que o produto seja bom, seus efeitos não são imediatos. Embora a hidratação e a maciez possam ser sentidas logo no primeiro uso, o clareamento e maior firmeza podem demorar cerca de três meses para serem observados.

Receita caseira de antissinais e dicas de alimentação antioxidante

Para que você possa manter a pele bonita e jovem por mais tempo sem gastar muito, indicamos a seguir uma receita caseira de antissinais. Assim, você poderá criar seu próprio creme anti-idade a partir de ingredientes naturais, que não agridem a pele.

Além disso, listamos os melhores alimentos antioxidantes, para que você possa inseri-los em seu cardápio o quanto antes. Capazes de combater os radicais livres e retardar os efeitos do envelhecimento, esses alimentos também oferecem ao organismo inúmeros outros benefícios. Confira:

Receita caseira de creme anti-idade

Ingredientes

  • 1 colher (sopa) de glicerina líquida;
  • 1 colher e meia (sopa) de água de Hamamelis;
  • 3 colheres (sopa) de mel;
  • 1 colher (sopa) de água de rosas.

Modo de preparo

Misturar todos os ingredientes até obter uma pasta homogênea.

Como aplicar (1 vez por semana)

  • Espalhe o creme anti-idade em todo o rosto, protegendo a área dos olhos, nariz e cabelos;
  • Deixe agir na pele por meia hora;
  • Lave com água fria.

Alimentos antioxidantes

  • Limão, laranja e goiaba: são ricos em vitamina C, poderoso antioxidante natural que combate os radicais livres e retarda o efeito do envelhecimento;
  • Açafrão: possui ação anti-inflamatória e antioxidante. Pode ser ingerido como chá ou tempero;
  • Castanhas, amêndoas e nozes: as oleaginosas são ricas em vitamina E, que além de antioxidante, também possui função de hidratação e nutrição;
  • Uva: tanto na forma in natura quanto líquida (suco), a uva é fonte de resveratrol. Essa substância é encontrada na casca da fruta e é um poderoso antioxidante natural, que além de combater os radicais livres, também previne doenças cardiovasculares;
  • Frutas vermelhas (morango, amora, blueberry): essas frutas são fontes de protoantocianidina, substância que atua no fortalecimento dos vasos sanguíneos e linfáticos, melhorando a circulação.

Quer cuidar da beleza de forma saudável e equilibrada? Então conheça o curso Cosméticos naturais e veganos – Produtos para a pele do NAMU. Ministrado pelas engenheiras químicas Daniella Kakazu e Luiza Monteiro, o curso é online e indicado para pessoas que queiram fazer escolhas mais conscientes, criando cosméticos 100% naturais, veganos e biodegradáveis.


Recomendados
Estética

Produtos naturais para cuidar da sua pele

Produtos de cuidados pessoais naturais cuidam d...

Gerais

Ginástica facial: benefícios e porque fazê-la

Que tal suavizar linhas de expressão e rugas se...